FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de oito anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por Dias Ferreira em Sab Out 29 2011, 01:51



Boas Pessoal!



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Sejam bem vindos a mais um "Dias is That Damn Good", um dos espaços com maior história na nossa CWO





A existência de personagens babyface ou heel numa promotora de Pro Wrestling é fulcral quer no desenvolvimento de storylines, rivalidades e combates, quer no próprio envolvimento dos fãs e plateias com a modalidade. Contudo, por se tratar de um dado adquirido a presença destas mesmas personagens nos diversos rosters das companhias, muitas vezes as análises e atenções dos "críticos" não se centram nesta temática.





No entanto, por achar que este assunto é tremendamente importante e se está a transformar num problema/desafio muito exigente nos dias que correm, especialmente no que à formação de babyfaces na WWE diz respeito, decidi propor-me a aborda-lo no artigo que agora vos apresento.





Não percam, portanto, as próximas linhas...





[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Como é do conhecimento geral, a WWE é uma promotora que sempre estruturou e orientou as suas storylines/rivalidades e, inclusive, merchandising numa lógica em que as personagens babyface assumiam um duplo papel de importância fundamental ao transformarem-se nas grandes "caras" da empresa e, ao mesmo tempo, nos seus maiores promotores. A história ajuda-nos a acreditar nesta ideia, se formos buscar os nomes de Hulk Hogan, Bret Hart, Shawn Michaels, Steve Austin, The Rock e John Cena como exemplos e argumentos para a fundamentar. Deste modo, compreendemos que independentemente dos lutadores fazerem o seu debut com um personagem heel ou virem a desempenhar um outro personagem com estas mesmas características numa fase posterior das suas carreiras, o objectivo continuará a passar sempre por formar um grande babyface, o próximo grande babyface que possa substituir aquele que na altura desempenha o tal duplo papel de ser a "cara" da WWE e o seu maior promotor/embaixador.





Contudo, a tarefa de "criar" um grande babyface não é nada fácil, uma vez que obriga a WWE a responder perante uma enorme diversidade de problemas e desafios. Em primeiro lugar, na escolha do wrestler que será a grande "cara" da empresa é necessário ter em conta a confiança que a WWE tem na sua lealdade e profissionalismo (os casos Brock Lesnar e Bobby Lashley apanharam a empresa de surpresa e, por isso, deixaram-a bastante alerta e exigente no que a esta matéria diz respeito). Em segundo lugar, é necessário perceber que o aparecimento de lutadores com as características necessárias para se transformarem na grande estrela da companhia de Vince McMahon é extremamente raro e encontrá-lo é um outro desafio ainda mais rigoroso. O wrestler escolhido tem de apresentar níveis bastante elevados de carisma; tem de possuir umas mic skills muito acima da média; é imperioso que consiga controlar os fãs e plateias de forma a que eles se tornem seus seguidores e apoiantes incondicionais; tem de se tornar num verdadeiro "drawer", vendendo percentagens altíssimas de merchandising e conseguindo encher as arenas e pavilhões apenas com a sua presença nos mesmos; necessita adoptar um personagem completamente diferente das restantes e, com a mesma, fascinar os fãs e seguidores da modalidade (ou, pelo menos, uma grande percentagem dos mesmos); e está obrigado, por outro lado, a ser um atleta razoavelmente credível e forte, para que consiga resistir à enorme pressão de que é alvo e proporcionar, dentro dos ringues, espectáculos dignos de se tornarem cabeças de cartaz dos eventos, shows e PPVs da WWE.





[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



O último grande caso de sucesso que a empresa de Stamford conseguiu atingir, ao nível do lançamento de um grande babyface, foi John Cena. E o facto do seu debut ter acontecido em 2002 (há quase 10 anos) é mais um bom exemplo de como tem sido bastante difícil para Vince McMahon descobrir uma nova "galinha dos ovos de ouro". De facto, o problema começa logo nos territórios de desenvolvimento (onde pouco se trabalha a criatividade e originalidade dos jovens talentos) e no posterior debut das WWE Superstars. Como sabemos, para um wrestler jovem e acabado de se estrear, é muito mais fácil conseguir gerar sentimentos e reacções no público se interpretar um personagem heel e essa constatação parece ter tornado a WWE sua refém, tendo a empresa adoptado o comportamento padrão de lançar todos os seus jovens como heels. Foi assim com o The Miz, com o Sheamus, com o Swagger, com o Dolph Ziggler, com o Alberto Del Rio, com o Drew McIntyre e com o Wade Barrett (as grandes excepções são Daniel Bryan, Zack Ryder e Mason Ryan). Porém, e apesar de ser muito melhor lançar as personagens heel e babyface de uma forma mais equilibrada, esta situação poderia não se transformar num enorme problema se numa fase posterior, em que os lutadores fizessem o face turn, existisse um top heel com capacidade para os tornar em babyfaces ainda maiores (a exemplo do que aconteceu com John Cena, que teve wrestlers top heel como JBL, Chris Jericho, Kurt Angle, Edge e Triple H a trabalhar consigo).





Por outro lado, o facto de lançar os jovens como heels obriga a que a empresa aumente o seu número de babyfaces, e como não há babyfaces "puros" suficientes na companhia, esta vê-se obrigada a recorrer aos wrestlers com maior prestígio e história para fazer face às suas necessidades. Só que ao seguir este caminho a WWE enfrenta outra questão difícil de solucionar, pois quando torna tipos como Triple H e Randy Orton em top babyfaces, acaba por perder os top heels da companhia e não consegue ganhar babyfaces ao nível de John Cena, The Rock, Steve Austin, etc. Porque o "RKO" e o "King of Kings" são heels puros e serão sempre melhores a desempenhar personagens com estas características do que agindo como os "bons da fita". Para perceberem um pouco melhor o que estou a dizer, pensem no exemplo de CM Punk, um top babyface que está a crescer de forma extraordinária a todos os níveis e que tem, agora, a possibilidade de substituir John Cena como cara da empresa (uma vez que o "Marine" após tantos anos no topo como estrela principal da WWE tem a sua imagem tremendamente desgastada)...só que ao invés de ter para defrontar o melhor heel de sempre (na minha opinião) Triple H ou Randy Orton (outro heel fantástico), vê-se obrigado a enfrentar Alberto Del Rio (que ainda está a consolidar a sua posição enquanto main eventer). E o problema está precisamente neste ponto, a WWE não está a conseguir "criar" novos babyfaces para se tornarem na grande "cara" da empresa, porque vê-se obrigada a utilizar os seus melhores heels (aqueles que são capazes de elevar os jovens babyfaces para patamares superiores) como babyfaces para sustentar os jovens que estão quase todos a ser lançados como heels. Como referi, a resolução deste problema é o grande desafio ao qual, nesta temática, a WWE terá de dar resposta.

Pessoalmente, acredito que utilizar os wrestlers com as personagens que lhes proporcionem as melhores performances e nivelar os debuts de heels com os lançamentos de babyfaces será uma grande ajuda para encontrar uma solução.





E vocês, o que pensam das dificuldades que a WWE tem encontrado na formação de babyfaces?!





Bem, foi mais um "Dias is That Damn Good" que espero tenham gostado e comentem!
Um Abraço, Dias Ferreira!



PS: Para mais informação batam em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Dias Ferreira
Campeão Nacional da APW

Masculino Número de Mensagens : 246
Idade : 29
Localização : Nisa - Portalegre
Emprego/lazer : Licenciado em Relações Internacionais e Pós-Graduado em Gestão de Recursos Humanos
Data de inscrição : 22/03/2009

http://wrestlingspam.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por FSWWE em Sab Out 29 2011, 09:15

Eu acho é que a WWE está com medo de puxar o gatilho num jovem, o McMahon está a jogar pelo seguro e isso nota-se no facto de eles continuarem a apostar no Cena, passados 10 anos.

No entanto a WWE não tem falta de babyfaces, existir, existem, mas têm 0 relevância quando os comparamos com o John Cena.
No Monday Night RAW, CM Punk estabilizou-se no lugar que Randy Orton tinha na, e falta um para preencher o lugar vago de Rey Mysterio (que na minha opinião tem sido utilizado pelos Air Boom)

Não podemos pôr de fora o HHH, mas para que serve esta storyline entre ele e o Kevin Nash? Não vai pôr ninguém para além deles over, e isso é parvo, pois nenhum vai gerar dinheiro por mais de 3 meses.

Faces que me agradam melhor que a Heel:
- Sheamus
- Justin Gabriel
- Daniel Bryan
- Mason Ryan
- Zack Ryder

Como podes ver esses tipos acima são apostas no lugar dos babyfaces para um dia carregarem uma brand (Justin Gabriel/Zack Ryder talvez para o midcard)

Bom post continua
avatar
FSWWE
Adepto de Shows

Masculino Número de Mensagens : 133
Idade : 23
Localização : Porto
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 14/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por Dias Ferreira em Sab Out 29 2011, 17:13

FSWWE, o problema é que dos babyfaces que apontas, apenas o CM Punk consegue ser aquele que está completamente estabelizado no main event da companhia e, como refiro no artigo, não tem neste momento os melhores heel para trabalhar consigo (Triple H ou Randy Orton)!

O problema existe para os dois lados...como os jovens estão a ser lançados como heels, é preciso pegar nos wrestlers consagrados e torna-los babyfaces...só que esses wrestlers consagrados (especialmente no caso do HHH e do RKO), são muito melhores enquanto heels. Ora, o que acontece é que os babyfaces acabam por ter de enfrentar jovens heels que ainda se estão a consolidar, enquanto os heels defrontam babyfaces que (à excepção de John Cena e cada vez mais CM Punk) não conseguem atingir o máximo do seu potencial, porque são heels puros!
avatar
Dias Ferreira
Campeão Nacional da APW

Masculino Número de Mensagens : 246
Idade : 29
Localização : Nisa - Portalegre
Emprego/lazer : Licenciado em Relações Internacionais e Pós-Graduado em Gestão de Recursos Humanos
Data de inscrição : 22/03/2009

http://wrestlingspam.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por Jekod-san em Sab Out 29 2011, 18:14

O Sheamus é perfeito a Heel FSWWE, nem pode haver discussão nisso
avatar
Jekod-san
TNA World Champion

Masculino Número de Mensagens : 13122
Idade : 26
Localização : Salão de festas aka DragãoCaixa
Data de inscrição : 15/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por FSWWE em Dom Out 30 2011, 10:44

Eu prefiro-o 100x mais a face, mostra muito mais personalidade assim e se reparares ficou over muito rapidamente, ou pelo menos muito mais rápido do que a heel.
Opiniões, opiniões

Quanto ao facto de estares a pôr o CM Punk no mesmo nível do Cena como face, acho que estás errado.
O Punk tem ainda muita papa para comer para poder sequer ser comparado, a IWC fica muito orgástica por pouco.

O tema diz falta de babyfaces, lá porque o Orton e o HHH trabalham melhor a heel, não significam que não sejam faces agora, logo não faz sentido.
A WWE tem o meio-termo entre faces e heels, e se a maioria dos jovens são heels, claro que eles vão mudar os main-eventers para faces, para podermos ver tipos como o Rhodes, Del Rio e Dolph Ziggler a estabelecerem-se no main-event durante muitos e longos anos e mais tarde serem eles os faces da companhia.

Mas eu percebo totalmente o teu ponto de vista, claro que ver o Orton a heel era completamente melhor que a face, mas é o que temos e isso não causa falta de babyfaces.
avatar
FSWWE
Adepto de Shows

Masculino Número de Mensagens : 133
Idade : 23
Localização : Porto
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 14/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por rDmT93 em Dom Out 30 2011, 12:17

FSWWE escreveu:Eu prefiro-o 100x mais a face, mostra muito mais personalidade assim e se reparares ficou over muito rapidamente, ou pelo menos muito mais rápido do que a heel.
Opiniões, opiniões

O booking de que foi alvo enquanto heel também não foi o melhor para que isso acontecesse, falando especialmente nos reinados medíocres que lhe deram. Pessoalmente, não consigo encaixar este Sheamus babyface.

avatar
rDmT93
FPW Hall Of Famer
FPW Hall Of Famer

Masculino Número de Mensagens : 20834
Idade : 23
Localização : Almada
Emprego/lazer : Greve
Data de inscrição : 17/04/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dias is That Damn Good #172 - "A Falta de Babyfaces na WWE"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum