FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de oito anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

[ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Moore em Ter Jan 31 2017, 17:38

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF: ECW on MTV #5 - 18 de Maio de 2001

"You sold out!"


Resultados Rápidos:
1. Impact Players def. Unholy Alliance
2. Diamond Bodies def. Aerial Assault
3. Chris Kanyon def. Spike Dudley
4. Rob Van Dam/Shane Douglas def. Mike Awesome/Steve Corino

»» Paul Heyman abre o show no ringue, apelidando-o como sendo o primeiro show de regresso totalmente controlado pela ECW, agora que Rob Van Dam tem o título em sua posse. Os cânticos de “ECW” começam no público e, em seguida, Heyman chama RVD. Este diz-se feliz por ter pela primeira vez o estatuto de campeão mundial da ECW e promete honrar o título e a federação que lhe deu exposição nacional.
»» Paul Heyman, contudo, relembrou o “Whole F’N Show” que o tempo de RVD como campeão pode acabar já amanhã, uma vez que terá de defender o título em duas ocasiões. Heyman chama então os três restantes semi-finalistas do torneio ao ringue.
»» Mikey Whipwreck e Shane Douglas, à chegada, cumprimentaram Rob Van Dam, com o último a dar uma palmada no título, com o consentimento do campeão. Já Mike Awesome olhou RVD com um ar sério, apertando-lhe depois a mão.
»» Douglas foi o primeiro a falar, como adversário de RVD, o que significa que ele terá mesmo uma title shot garantida. Como tal, isto dá-lhe 50% de hipóteses de chegar ao main event do Hardcore Heaven com o cinto em sua posse. Este deseja boa sorte a RVD e tem a sua sorte retribuída.
»» Seguiu-se Mike Awesome, que garante não estar, de forma alguma, associado a Shane McMahon e aos Federation. Este assume-se como o mais letal dos quatro e diz que, a ganhar o título, ganhá-lo-á por si só e se McMahon ou Rhyno tentarem interferir serão alvos a abater. O público pareceu contente com o discurso.
»» Mikey foi o último, assumindo a sua posição de underdog na corrida para o título. Contudo, este lembra que já dois ex-campeões caíram às suas mãos. Este, brincando um pouco, questiona se Mike Awesome não será o próximo. Awesome não pareceu tão brincalhão como Whipwreck.
»» Nisto, ao ringue surgem Justin Credible e Lance Storm. Os Impact Players dizem que tudo é muito bonito e congratulam sinceramente os quatro semi-finalistas. Porém, estes garantem ter contas a ajustar com um deles. “Mikey, call your japanese friend and your weird daddy. We have a business to take care of.

1. Justin Credible/Lance Storm [Impact Players] (w/Francine) vs.
Mikey Whipwreck/Yoshihiro Tajiri [Unholy Alliance] (w/Minister)

Um opener com enorme significado. As duas equipas odeiam-se e têm assuntos por resolver desde que Whipwreck eliminou Credible na primeira ronda do torneio. Ao início, os Impact Players dominaram, escolhendo um estilo mais metódico ao invés de usarem objetos, já que isso desfavorece Mikey. Agressivos, contudo, estes estabeleceram um alvo na cabeça de ambos os oponentes.
Cada vez que os Unholy Alliance tentavam chegar a um objeto, os Impact Players bloqueavam-nos e isso levou a que Sinister Minister lhes fizesse chegar a sua bengala. Tanto Whipwreck como Tajiri fizeram uso da mesma, com Justin Credible a ser posto fora de competição com uma shot forte na cabeça que o pôs a sangrar. Lance Storm teve de lutar sozinho e foi aqui que se viu a parte mais interessante do combate, com Tajiri e Storm a darem uma amostra interessante dos seus talentos. Enquanto Tajiri usava a bengala do seu manager para alimentar as suas artes marciais, Francine tentava recuperar Justin Credible. Sinister Minister provocou-os e isso levou a que, furioso, Lance Storm atingisse Tajiri na barriga e atirasse a bengala acima de Minister.
Aí, Mikey Whipwreck tentou interferir mas foi atingido com um Low Blow e atirado para fora do ringue. Algum trabalho na cabeça de Tajiri e um Deep Impact selaram a vitória e uma performance de mérito de Lance Storm.
- Resultado: Storm def. Tajiri (11:25)

»» Justin Credible levantou-se com Lance Storm e Francine a dizerem-lhe que o combate acabou e tinham vencido. Então passou-se ao combinado. Os Impact Players pegaram num microfone e desafiaram… Danny Doring e Roadkill para amanhã. A sua justificação foi quererem provar ser a melhor equipa no seio da ECW e, como tal, merecem um título para o provar, ao contrário dos campeões. Paul Heyman deu-lhes a title shot.

2. Air Paris/AJ Styles [Aerial Assault] vs.
Chris Candido/Simon Diamond [Diamond Bodies] (w/Marie/Tammy)

O duo voador é, sem dúvida, o favorito dos fãs, porém, havia curiosidade pela estreia dos Diamond Bodies apenas um dia antes ao seu combate com Dreamer e Sandman.
O resultado do match-up foi um combate divertido, com voo, arrogância e técnica. Os fãs cedo perceberam: “ok, eles são arrogantes mas têm razões para o ser”. E apesar de terem mais experiência como equipa, Candido e Diamond demonstraram conhecer melhor o ringue e venceram com um Body Play (Powerbomb de Candido nos joelhos de Simon) em Paris.
- Resultado: Candido def. Paris (6:37)

»» Depois de celebrarem com ambas as valets, os Diamond Bodies ameaçaram Dreamer e Sandman de que amanhã provavelmente terão a mesma facilidade em dominá-los e conquistar a vitória. Eis que…
»» “Enter Sandman” começa a tocar, e, rapidamente, armado com um kendo stick, Sandman põe-se no ringue. Isto afugenta o duo recém formado e Tommy Dreamer logo capitaliza, aparecendo no ringside, empurrando Dawn Marie para o ringue. A namorada de Simon Diamond acabou por ser vítima de um Piledriver seu enquanto Sandman impedia a entrada dos Diamond Bodies no ringue. Os ECW Originals têm vantagem no go-home para o duelo de amanhã.

»» Depois de um intervalo, ao ringue vem depois Chris Kanyon, acompanhado por C.W. Anderson e Sean O’Haire. O “Quality Insurance” depois explica a presença dos dois. C.W. Anderson foi contratado por Kanyon como um mentor para lhe introduzir à selva que é a ECW. Já Sean O’Haire irá funcionar como um protegido de Kanyon e irá aprender com o mesmo.
»» Após a breve explicação, Kanyon disse arrogantemente: “now feed me some unpolished worker!”.

3. Chris Kanyon (w/Anderson/O’Haire) vs. Spike Dudley
E eis que Spike Dudley surgiu ao ringue. Como seria de esperar, Kanyon tratou o lutador acarinhado com desprezo. Contudo, Spike parecia empenhado em mostrar que era bem mais que um “unpolished worker” e fez uso da sua agilidade para atordoar Kanyon.
Isso não durou grande tempo. O ex-WCW assentou o ritmo do combate ao seu estilo próprio, mais calmo, não permitindo grandes voos do Lil’ Dudley. Um Flatliner deu a vitória a Kanyon aligum tempo depois de este desgaste a parte de cima do corpo do adversário mais pequeno.
- Resultado: Kanyon def. Spike (6:38)

»» De seguida Chris Kanyon usou mais um tempo de microfone para falar de um assunto que tem estado em cima da mesa. Fala-se numa hipótese de haver divisão cruiserweight na ECW. Como tal, Kanyon foi crítico com a ideia, dizendo que tal só passa a ideia de que a empresa está a tentar copiar as big leagues, como a “sua” WCW.
»» Opondo-se ao assunto veio Kid Kash, cruiserweight, claro está. Kash justifica que, sendo os cruiserweights uma parte importante da ECW, faz todo o sentido se a ideia for avante. Isso não fará com que a ECW seja uma alternativa ou uma promoção banal. Este termina dizendo que acha ridículo que venha gente de fora tentar explicar como é que a federação de Philly deve fazer as coisas. Os fãs apoiam Kash.
»» Quem não gostou foi Kanyon, que atingiu Kid Kash com um microfone e partiu para cima do mesmo com socos enquanto este estava no chão. Kanyon empurrou-o de seguida para um Spinning Spinebuster de CW Anderson. Como se isso não bastasse, O’Haire tirou o seu casaco de cabedal para subir ao canto e atingir Kash com um Seanton Bomb.

4. Mike Awesome/Steve Corino vs. Rob Van Dam/Shane Douglas
Awesome e Corino repetiam a aliança do main event do primeiro show do reboot da ECW para enfrentarem uma parcela da semi-final do torneio. Como esperado, este foi um dos combates mais aguerridos da noite.
Não foi necessário o uso de objetos para exprimir intensidade, mas durante algum tempo o combate disputou-se fora do ringue. Steve Corino até dentro da sua equipa causou irritação ao mostrar querer controlar o seu lado, algo que Mike Awesome não levou inteiramente a bem. Este teve de entrar à força no combate e canalizou a sua explosão para Shane Douglas, atirando-o contra as barricadas de metal. Contudo, mesmo aí Corino insistia em tentar dar ordens a Mike Awesome. Isso acabou por distraí-lo e seria vítima de um double team, terminando com o Spinging Leg Guillotine de RVD com assistência da barreira.
Logo depois Rob Van Dam ficou legal em ringue e aí o domínio repartiu-se. Contudo, quando Awesome ia para uma Lariat, Corino fez tag in contra vontade de Mike Awesome. Simples: Awesome deixou-o entrar no ringue e apanhou-o com uma Lariat potente, seguido de uma Awesome Bomb. RVD e Douglas apenas assistiram enquanto o semi-finalista até colocou Corino no centro do ringue, abandonando depois para deixar RVD terminar com a Five Star Frog Splash.
- Resultado: RVD def. Corino (12:47)

»» Depois do combate, RVD e Shane Douglas festejavam e, certamente, não esperavam o que aconteceu. Mike Awesome entrou no ringue de rompante, pegando em Rob Van Dam enquanto este estava no canto para uma Awesome Bomb no campeão. Já Shane Douglas tentou acorrer mas foi quase decapitado por uma nova forte Lariat.
»» Ao ringue veio outra presença menos esperada: Shane McMahon. O cabecilha da Federation aplaudiu a ação de Mike Awesome e, finalmente, conseguiu que Mike lhe apertasse a mão com um sorriso determinado no rosto. Os fãs da ECW atiravam copos em choque e em desagrado, gritando “You sold out!”. Enquanto isso, Shane apresentava Awesome como um membro oficial da Federation.

---------

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

---------

ECW Hardcore Heaven - 19 de Maio de 2001 - Combates anunciados:
1. Semi-Finals - ECW World Championship: Rob Van Dam (c) vs. Shane Douglas
2. Semi-Finals: Mike Awesome vs. Mikey Whipwreck
3. ECW World Tag Team Championship: Danny Doring/Roadkill (c) vs. Justin Credible/Lance Storm [Impact Players]
4. Chris Candido/Simon Diamond [Diamond Bodies] vs. Sandman/Tommy Dreamer
5. Finals - ECW World Championship: ??? vs. ???
Obrigado pelo feedback.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5919
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Mithrandir em Ter Jan 31 2017, 18:47

Show cool - seguramente aquele em que trabalhaste melhor com o midcard, porque com o torneio agora na recta final deu para abrir espaço.

Promo inicial foi nice. A parte que menos curti foi a do Shane, Awesome que até agora parecia um tipo imparável e imprevisivel, dá a entender que está sozinho foi porreiro tendo em conta aquilo que se passou no ME e a cena do Mikey pareceu bué natural e muito fácil de imaginar.

Opener foi giro, especialmente devido aquilo que se passou em shows passados. Storm a trazer a vitória, praticamente sozinho, para os Impact Players foi nice - e obviamente que se justifica Storm e Credible como contenders aos titulos de tag. Provavelmente serão champs

Match do AJ Styles contra os Diamond Bodies foi giro. Vitória previsível dos Diamond Bodies. Não sou o maior fã da feud Sandman/Dreamer vs. Candido/Diamond, mas mesmo sendo algo um pouco "secundário" na story na WWF/ECW têm estado giro. Não me importava que Rhino e Terry Funk também estivessem envolvidos nisto, visto que isto começou nesse match

Ok, agora assim estou totalmente a favor da criação de Cruiserweight - que começa já com algum drama, e não com algo para encher chouriços. Optimo segmento, finalmente papei personagem de Kanyon no booking. Bem porreiro Kanyon vencer um potencial membro da divisão Cruiserweight antes do combate. Curioso para ver se existirão desenvolvimentos no PPV

Main Event foi nice, Corino a querer controlar tudo - inicialmente quando Awesome se passa da cabeça, parece que simplesmente estava farto de ouvir Steve Corino. Já não é a primeira vez que Corino leva na tromba de Mike Awesome neste booking
Mostrar que aquilo que se passou no opener foi apenas um fake turn. Bem porreiro, só trouxe mais interesse a esta fase final do torneio ao estabelecer Awesome como um grande vilão.
avatar
Mithrandir
Japanese Legend

Masculino Número de Mensagens : 17486
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Moore em Qui Fev 02 2017, 20:26

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
ECW Hardcore Heaven - 19 de Maio de 2001
Parte 1

"Impact Made Again"


Resultados Rápidos:
1. Semi-Final: Mike Awesome def. Mikey Whipwreck
2. ECW World Championship - Semi-Final: Rob Van Dam (c) def. Shane Douglas
3. ECW World Tag Team Championship: Impact Players def. Danny Doring/Roadkill (c)
4. Jerry Lynn def. Billy Kidman

Tournament Semi-Final
1. Mike Awesome (w/ McMahon) vs. Mikey Whipwreck (w/ Minister)

Mikey Whipwreck brincou, dizendo que poderia causar uma surpresa em Mike Awesome e este não gostou. E analisando, talvez mais tivesse valido não haver brincadeiras.
O “Canadian Killer” basicamente tomou o combate, bem como Mikey, como seu. Isto é: estabeleceu o ritmo e com uma Lariat logo a abrir colocou Whipwreck fora do ringue, abrindo-lhe de seguida a cabeça a atirá-lo contra o poste. Nenhum outro objeto foi usado para além de uma cadeira que este atirou à cabeça do seu adversário.
Sendo destruído, Whipwreck só no final teve alguma abertura para virar o combate, mas quando tentou um Whipersnapper acabou levantado no ar para uma queda aparatosa. Seguiu-se uma Awesome Bomb e Awesome estava na final.
Shane McMahon, com um sorriso de orelha a orelha que significava, sobretudo, ganância, bateu palmas ao seu cliente.
- Resultado: Awesome def. Whipwreck (5:52)

ECW World Championship - Tournament Semi-Final
2. Rob Van Dam (w/ Alfonso) © vs. Shane Douglas

No segundo combate tivémos ação bem mais repartida, como era esperado. O inovador RVD bateu-se bem com Shane Douglas, mais old-school. O “Franchiser”, apesar de querer lutar pela ECW, não hesitou em ter pouco cuidado ao desgastar o campeão para um possível combate com Mike Awesome. Isto porque, claro, o título estava em jogo e Shane queria ser ele próprio a ir à final.
Contudo, o “Whole F’N Show” mostrou a sua inteligência e agilidade quando mais era preciso, cortando pela raiz qualquer momento de maior perigo com contra-ataques que saltavam à vista dos fãs. Shane apercebeu-se disso e focou-se nas pernas de Rob Van Dam, explorando-as quando podia com submissões como o Indian Deathlock e o STF. Isto causou um abrandamento de ritmo da parte do campeão da ECW e, como tal, uma menor agilidade, sendo mais vulnerável e ficando-se a queixar, por exemplo, em Spinning Wheel Kicks.
Ainda assim, RVD nunca falhou em contra-atacar os possíveis finishers de Douglas, nunca lhe deixando aplicar o Belly to Belly, revertendo-o para um simples Arm Drag, bem como contra-atacando um Franchiser para um Standing Moonsault Side Slam.
O final, contudo, esse deveu-se à não-permissão de um Pittsburgh Plunge, com uma joelhada na cabeça a meio do ar, soltando-se da manobra. Um Superkick sentou Shane no canto, permitindo a RVD aplicar um Running Dropkick e um Five Star Frog Splash para o catapultar para a final com o seu título na mão.
- Resultado: RVD def. Douglas (14:10) – AINDA CAMPEÃO!

»» Depois do combate, Shane Douglas fez questão de estender a mão a Rob Van Dam quando este festejava, levantando-lhe depois o braço. Este cordialmente pediu se podia interromper o momento para usar o microfone, sendo que RVD respondeu positivamente.
»» Shane Douglas disse então que tenciona estar no canto de Rob Van Dam, juntamente com Bill Alfonso, no main event, para prevenir alguma interferência de Shane McMahon ou de Rhyno, se este se lembrasse de aparecer. RVD aceitou a proposta e tomou conta do microfone, dizendo que ambos remavam para o mesmo lado, tal como todos os fãs verdadeiros da ECW.

ECW World Tag Team Championship
3. Danny Doring/Roadkill © vs. Justin Credible/Lance Storm [Impact Players] (w/ Francine)

O segundo title match da noite colocou Credible e Storm a desafiar a estranha (mas eficaz) equipa de Doring e Roadkill. O resultado não foi memorável, porém foi satisfatório.
Justin Credible mostrou-se bastante agressivo e iniciou o combate atacando Doring e atirando com objetos para o ringue. Contudo, Lance Storm logo lhe pediu calma e colocou-os ao canto para serem apenas usados mais tarde se necessário. Credible abrandou, é certo, mas não por muito. Isto porque mesmo não usando objetos, este castigou a cabeça de Doring, aplicando até um Superkick cedo no combate para fazer entrar Roadkill que teve o mesmo alvo em si.
A ação acalmou um pouco com Lance Storm que se viu obrigado a seguir a estratégia do seu companheiro, não podendo exagerar nas submissões nas pernas que lhe são caraterísticas. Ele e Danny Doring dão um par satisfatório e Credible (muito participativo) e Francine ajudaram à festa com provocações a Doring a meio de um Crossface. Danny cuspiu na cara de Justin e este passou-se, entrando no ringue e, depois da submissão largada, atingindo Doring com um kendo stick por várias vezes. Storm tentou pará-lo mas acabou sem querer por levar também com o objeto, permitindo a Doring um School Boy que foi interrompido por Credible.
Aí, o combate começou a pender um pouco para o lado de Doring, que se mostrou hábil no contra-ataque, ainda que Storm fosse tecnicamente mais perfeito. Desgastado, o canadiano mandou Justin Credible entrar no combate e Danny Doring fez tag-in com Roadkill. Credible castigou o judeu com um caixote do lixo e atirou Doring para fora do ringue com o mesmo caixote quando este o ia salvar. Um That’s Incredible em Roadkill deu-lhe a vitória perante um Lance Storm surpreso. Os Impact Players voltavam a ter os títulos em sua posse.
- Resultado: Credible def. Roadkill (12:40) – NOVOS CAMPEÕES!

»» Já com o ringue limpo entrou em cena um ex-ECW champion. Jerry Lynn chegou, pegou num microfone e exprimiu contentamento por a ECW estar de volta a pay-per-view. Contudo, este diz que isso não poderia acontecer sem a presença do “New F’N Show”.
»» Em seguida, o mesmo voltou a reforçar o seu estatuto perante uma eventual divisão cruiserweight na ECW, dizendo dificilmente irá aparecer algum cruiserweight que conte com mais experiência quer nacional quer internacional do que ele próprio, veterano de 37 anos. Como tal, desafia um qualquer potencial membro dessa divisão a enfrentá-lo agora mesmo.

4. Billy Kidman vs. Jerry Lynn
Quem apareceu foi o ex-WCW Cruiserweight champion por três ocasiões: Billy Kidman. Os dois mostraram respeito um pelo outro antes do início, com um aperto de mão que se seguiu com um início a bom ritmo e com contra-ataques.
Assim funcionou o combate, que não demorou nenhum quarto de hora. Billy Kidman desempenhou o papel de high-flyer, com o ex-Mr. JL a focar-se no aspeto mais técnico da coisa, onde batia claramente Kidman.
Parte interessante do combate foi quando Kidman conseguiu ganhar algum domínio e tentou o Shooting Star Press, mas Lynn colocou os seus joelhos à frente para, logo depois, tentar um Cradle Piledriver que Kidman também não deixou ser aplicado.
E a verdade é que nenhum mesmo conseguiu aplicar os seus finishers, funcionando com imenso contra-ataque e ação frenética para os olhos dos fãs até ao final, mesmo fora do ringue: aí o mais experiente conseguiu um Sunset Flip Powerbomb enquanto, depois de alguma luta, Kidman meteu Lynn para lá das barreiras e desde o ringue aplicou um Springboard Body Press. Já no ringue, depois de um Crossbody falhado por Kidman, com Lynn a aplicar-lhe um mid-air Dropkick, Jerry Lynn acabou por vencer com um Cradle Pin. Ficou um cheirinho da ação que poderá existir na divisão cruiserweight.
- Resultado: Lynn def. Kidman (7:34)

---------

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

---------

Obrigado pelo feedback.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5919
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Moore em Sab Fev 04 2017, 15:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
ECW Hardcore Heaven - 19 de Maio de 2001
Parte 2

"Sunny Dawn"


Resultados Rápidos:
5. C. York/J. Matthews/K. Kash def. Quality Insurance
6. Steve Corino def. Balls Mahoney
7. Diamond Bodies def. Sandman/Tommy Dreamer

5. C. Kanyon/CW Anderson/S. O’Haire [Quality Insurance] vs. C. York/J. Matthews/K. Kash
A história era curta e revolvia em torno de Chris Kanyon, que garantia ser a apólice de seguro da qualidade da programação da ECW e se opunha fortemente à criação de uma divisão cruiserweight. Kid Kash confrontou a ideia ontem e juntou dois cruiserweights para fazer frente ao trio de Kanyon, Anderson e O’Haire.
Vimos um combate rápido mas caótico, com York e Kash muito ativos no que toca a voo, sobretudo para o exterior, para cima dos três membros do grupo. Sean O’Haire tratou de responder na mesma moeda, provando que apesar de ser bem maior que os adversários também o conseguia fazer.
Já os heels mostraram-se sobretudo metódicos e experts em provocações, como quando o próprio Kanyon fez tease para um 450 Splash, gritando “I’m a cruiserweight too” e sinalizando com a mão, mas ao invés disso atingiu Kash com um Elbow Drop, mas com double teams fortes e com o fator Spinebuster de Anderson a ser uma surpresa. Contudo, depois de este atingir tanto York como Matthews com a manobra, Kid Kash optou por surpreendê-lo com um Missile Dropkick e por atingir O’Haire e Kanyon com Superkicks (dois em Kanyon). Por fim, este aplicou o Money Maker em Anderson para conseguir a vitória para os cruiserweights.
- Resultado: Kash def. Anderson - 9:20

»» Ao ringue surge… Steve Corino. Provavelmente o maior nome full-time sem um spot no pay-per-view. O “King of Old School” uma vez mais criticou a abordagem ao torneio por parte dos lutadores envolvidos nas semi-finais, dizendo que ele próprio pagou ontem, às mãos de Mike Awesome, pela estúpida guerrinha entre ECW e WWF. Este finaliza dizendo que ele é que está certo ao lutar por si só, uma vez que o wrestling é um desporto individual, não uma terceira guerra mundial com dois lados e em que os inocentes pagam.
»» Balls Mahoney é quem surge para o confrontar. Este criticou a posição de Corino relativamente à ECW, garantindo que deveria ter mais respeito pela federação que o mostrou ao mundo. O confronto resulta num desafio para… agora.

6. Balls Mahoney vs. Steve Corino
Desde cedo se tornou evidente que Steve Corino é um lutador bem mais polido que Balls Mahoney, com o primeiro a dar ênfase desde cedo ao tratamento da região lombar e cabeça de Balls, enquanto o extremista procurava a todo o custo dar uso à sua cadeira, ainda que sem efeito.
Assim, os primeiros minutos do combate foram claramente de Corino e já num ato de desespero, Balls acabou por se baixar do Old School Kick que possivelmente acabaria o combate, neutralizando depois a perna do mesmo com um Chop Block e cadeiradas, bem como dando três chair shots na cabeça do mesmo. Não foram mais porque Corino caiu para o ringside.
Quando Balls se dirigia ao ringside, o ex-ECW champion puxou-lhe a cadeira e, ele próprio, surpreendeu o hardcore wrestler com uma forte cadeirada que meteu Balls a sangrar, atirando-o de seguida ao poste e depois destruindo as costas do mesmo com um Fisherman Suplex contra o apron. Já no ringue, restou uma Sliding Lariat e o combate estava acabado.
- Resultado: Corino def. Balls – 8:12

7. C. Candido/S. Diamond (w/ Tammy) [Diamond Bodies/Federation] vs. Sandman/T. Dreamer
Tammy Lynn Sytch foi a única a acompanhar Chris Candido e Simon Diamond ao ringue, uma vez que Dawn Marie foi vítima de um Piledriver de Dreamer na noite anterior.
Provavelmente estava aqui o combate mais bitter da noite. Não contou com interferência de Shane McMahon, por exemplo, mas contou com ritmo frenético e com algum tipo de artilharia a fazer-se sentir, com Candido e Sandman a começarem a sangrar no primeiro minuto após uma troca de “stickadas” que culminou com o “Hardcore Icon” a levar a melhor. Quando esta decorria, Dreamer e Diamond iniciaram uma fist fight que se alargou para fora do ringue e aí o árbitro do combate declarou que os tags nem interessavam no combate.
Os heels, normalmente mais controlados, acabaram por fazer parte do festim hardcore, com Tammy a dar-lhes objetos para usarem livremente, mas sobretudo nas costas dos seus oponentes. O ringside foi por momentos palco de festa, mas nem o apron escapou e a certa altura os quatro, em grupos de dois, trocavam galhardetes com mesas montadas, antecipando-se duas belas quedas. Sandman e Simon caíram primeiro com um White Russian Leg Sweep de Sandman; Candido e Dreamer seguiram-se com um Frankensteiner de Candido.
Candido e Sandman correram para o ringue e pegaram um objeto cada um: Sandman com uma cadeira, Candido com um caixote. E o último bloqueava qualquer cadeirada de Sandman até atingi-lo com um Low Blow, seguindo-se um Vertical Suplex na cadeira, entretanto montada. Uma vez mais, Simon e Dreamer trocaram galhardetes no ringside, como no início e Dreamer levou a melhor atirando Simon violentamente às barreiras. No ringue a ação passou para Dreamer e Candido e o “Innovator of Violence” levou a melhor, conseguindo assumir o controlo para aplicar um Tree of Woe com recurso ao caixote. De seguida preparava-se para finalizar com o DDT. Contudo, Tammy tentou salvar o seu namorado.
Isto fez com que Dreamer a visse a ela como alvo a abater e ameaçou o Piledriver, como sucedeu com Dawn Marie na noite anterior. Quem o impediu foi… Dawn Marie, com um Low Blow, o que permitiu a Simon dar uma cadeirada em Dreamer e à ex-Sunny escapar ilesa. Contudo, rápido, Sandman aplicou novo White Russian Leg Sweep… em Dawn Marie, mas também este acabou vítima de, não uma, mas duas cadeiradas de Diamond. Faltava apenas um Body Play Powerbomb em Dreamer e Candido conseguiu a vitória.
- Resultado: Candido def. Dreamer – 14:27

---------

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

---------

Obrigado pelo feedback.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5919
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Mithrandir em Sab Fev 04 2017, 17:56

Até agora, combate que gostei mais foi Sandman/Dreamer vs. Diamond Bodies e sinceramente não esperava tal coisa. Violento e caótico, com um bom finish, com Sunny a ser boa valet e o regresso da Dawn Marie a ser bem feito.

Promo de Corino também foi fixe, espero é que finalmente ele se comece a destacar mesmo com o foco na ECW vs. WWF - muito interessado nesta história de egoísmo, indiferença e ingratidão da parte do lendário Steve Corino.

Combates do torneio foram ok, RVD teve um combate bem mais exigente e como tal estará em clara desvantagem. Shane Douglas no canto dele é boa cena, espero que Sabu apareça também jk. Giro este RVD vs. Mike Awesome como primeiro ME de um PPV da ECW - visto que segundo consta, Heyman tinha planos para fazer isto a certa altura, e seria um dos maiores ME de sempre - mas acabou por não acontecer.

Impact Players como champs era o esperado, Lance Storm pareceu um general, enquanto que Credible um verdadeiro punk. Esperava um pouco mais, mas não sei propriamente dizer o que.

Senti Kidman vs. Lynn, achei bom combate curto que dá algum hype para aquilo que pode ser a divisão cruiserweight. Faz sentido 3 vs. 3 com Kash e Canyon ser logo seguido. Esperava outro resultado, para dar seguimento a push a Chris Kanyon - mas está ok, boa surpresa
avatar
Mithrandir
Japanese Legend

Masculino Número de Mensagens : 17486
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Moore em Seg Fev 06 2017, 20:24

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
ECW Hardcore Heaven - 19 de Maio de 2001
Parte 3

"(...) and they can all kiss my ass!"


Resultados Rápidos:
8. ECW World: Mike Awesome def. Rob Van Dam (c)

»» Passou uma promo aguerrida de… Shane McMahon. Este, ao lado, tinha Mike Awesome, mas apenas Shane falou. O líder da Federation garantiu que esta noite irá fazer tudo o que for preciso. Quer por Mike Awesome, quer pelo título da ECW a serviço da Federation.
»» Finalizando, acrescenta que não terá dúvidas nenhuma de que Mike Awesome se irá tornar no campeão da ECW. O mesmo volta ao assunto inicial: “by the way… when I say I’ll do anything… I mean anything. You will witness just that.”

ECW World Championship
8. Rob Van Dam © (w/ Alfonso/Douglas) vs. Mike Awesome (w/ McMahon)

Antes de o main event começar, Shane McMahon socorreu-se do seu poder para, sem meias medidas, chamar uma equipa de seguranças para se posicionarem entre a área de entrada e do ringue de forma a evitar que mais alguém ajudasse Rob Van Dam.

Nisto, com RVD e Douglas não muito felizes, o combate começou a um ritmo ligeiro mas com espaço para, aí, RVD fazer as suas manobras de contra-ataque. Awesome percebeu que, naturalmente, tinha de fazer Rob Van Dam parar e aproveitou o desgaste na perna do campeão que o próprio Shane Douglas causou no segundo combate da noite.

Como tal, nos primeiros minutos o combate pertenceu a Mike Awesome que, sem nunca esquecer a perna de RVD, também desgastou o seu tronco com big moves: German Suplex, Chokebomb e, quando o “Whole F’N Show” tentava correr com ganas para mudar o rumo do title match, o “Canadian Killer” trucidava-o com Lariats. Notava-se claramente qual dos dois teve um desafio maior na semi-final.

Finalmente, depois de um Hurricanrana a contra-atacar uma Awesome Bomb, dirigindo Awesome contra o canto, colocando-o a sangrar, o campeão teve mão no combate. Este sabia que estava desgastado. Como tal, que melhor havia a fazer? Este pediu uma cadeira a Bill Alfonso e um caixote do lixo a Shane Douglas. Com um Van Daminator, RVD sentou o challenger no canto, tentando depois aumentar o seu conforto com um Running Dropkick com a cadeira, tal como fez com Douglas perto do final (mas sem cadeira, na semi-final).

Nisto, Van Dam viu Shane McMahon a subir o apron e, de cadeira em punho, ameaçou: “Get out, dude! Just get out of my way, you hear me?”. Ao que o líder da Federation reagiu… descendo.

Mike Awesome levantou-se e parecia destinado a levar uma cadeirada. Porém, do nada, com um Big Boot, este pontapeou a cadeira das mãos de RVD, sendo então depois vítima de um Spinning Wheel Kick e de um Rolling Thunder. O campeão estava on-fire e o público sentia isso, gritando “ECW!” a bom tom. O mesmo fez depois, finalmente, uso do caixote do lixo, colocando-o “cabeça abaixo” de Awesome, imobilizando-o no processo. Seguiu-se um enorme Split Legged Moonsault atingindo o caixote e a cabeça de Awesome e: 1…2… mas não! Mike Awesome levantou o braço quase no último segundo.

Nisto, ainda com o controlo, o lutador ágil de Battle Creek, Michigan, pediu agora uma mesa, montando-a e apontando para os seus ombros com os fãs, em coro, gritando: “Rob! Van! Dam!”. Em seguida este colocou Mike Awesome em cima da mesa e subiu, de olho em McMahon, ao canto. Porém, quando RVD estava lá em cima, Shane puxou as cordas e atirou-lhe uma cadeira. Isto resultou num confronto físico entre Douglas e o próprio McMahon. Quem interrompeu isto foi Mike Awesome, que entretanto se levantou e impediu um (presumivelmente) Crossbody de RVD, com um Big Boot, fazendo-o ficar no canto de cabeça para baixo. Nisto, Awesome com um Suicide Dive apanhou ambos os Shanes e, num dos momentos da noite, atirou violentamente Shane Douglas com um Awesome Bomb contra a barreira. Logo depois, RVD, meio recomposto surpreendeu McMahon e Awesome com um Rolling Senton.

Já no ringue, após uma sequência, o candidato levou a melhor e… uma falha na segurança de Shane McMahon. Terry Funk(!) apareceu vindo do público para grande efusão do público presente. Este fez-se chegar ao ringue empunhando uma outra cadeira. Este atinge Shane McMahon e, de seguida, Mike Awesome, colocando-o em cima da mesa. Porém, os seguranças rapidamente acorreram ao ringue para parar Terry Funk e, com sucesso, tirá-lo do ringue.

Contudo, Rob Van Dam subiu ao canto com o canadiano em cima da mesa. Porém, este demorou demasiado tempo ao contemplar a oportunidade dada de bandeja e Mike Awesome conseguiu mover-se, deixando RVD aplicar um Five Star Frog Splash apenas na mesa.

Logo depois, Mike aplicou um Awesome Bomb com um impacto brutal e, logo em seguida, subiu ao canto para um Awesome Splash. 1…2…3! Mike Awesome é agora o campeão da ECW.
- Resultado: Awesome def. RVD – 18:37 – NOVO CAMPEÃO!

»» Quando Shane McMahon acordou tinha à sua espera Mike Awesome… e o cinto de campeão da ECW. Mike entregou-lho, com cara trancada, e Shane fez questão de o esfregar na cara de, tanto Rob Van Dam, como de Shane Douglas que, cambaleando, entrou no ringue.
»» De seguida, Mike Awesome pediu o microfone. Contudo, o público não parecia disponível para deixá-lo falar, enchendo o ringue de copos e gritando, novamente “You sold out!”, tal como na noite anterior. Awesome teve de suplicar para o deixarem falar, prometendo ao público: “please, I beg you. You won’t regret it.” num ato que quase quebrou a barreira do kayfabe. O público não respeitou e essa linha voltou a ser pisada por Shane Douglas, que tirou o microfone da mão de Awesome e pediu: “please, let the man speak. He’s your new ECW Champion.”. Inteligentemente, Shane McMahon interrompeu: “WWF Extreme champion, please.” E o público apupou com maior intensidade de novo antes de Douglas, finalmente, conseguir convencê-lo a ouvir Awesome.
»» Então, Mike Awesome, não sendo um promeur por excelência, produziu um momento… memorável. Este falava do orgulho que sentia em tornar-se WWF Extreme Champion e trazer o título para a Federation, uma vez mais. Este diz que é um prazer tornar-se campeão de algum título principal com a sigla “WWF”:
»» “I’ve dreamed with this moment. I watched WWF wrestling throughout the years and, now, I own a meaningful title. So many legends who held gold in the WWF. This means the tradition of a company built by Buddy Rogers, Bruno Sammartino, Billy Graham, Hulk Hogan, Bret Hart… and you know, Shane… McMahon… you know it too, Shane… Douglas? THEY CAN ALL KISS MY ASS!”
»» Com isto dito, à semelhança do que Douglas disse sobre a NWA em 1994, tanto Shane Douglas como Shane McMahon, bem como Rob Van Dam, sentado ao canto, ficaram incrédulos. Mike Awesome logo de seguida surpreendeu Shane McMahon com uma Lariat. Seguidamente, o novo campeão pegou no título que acabou de ganhar e atingiu-o com o título, fazendo com que Shane ficasse estendido no apron.
»» Logicamente, os fãs presentes no recinto gritavam mais alto que, provavelmente, nunca. Os gritos ainda mais se intensificaram quando Shane Douglas apertou a mão de Mike Awesome e o novo campeão levantou Rob Van Dam. No final, Shane Douglas levantou o braço dos dois finalistas do torneio, ouvindo-se gritos pela federação mais amada de Philadelphia. Assim voltou a ECW aos pay-per-views.

---------

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

---------

Obrigado pelo feedback.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5919
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Mithrandir em Seg Fev 06 2017, 21:33

Nem tinha reparado que só já iria haver Shane vs. RVD - mas óptimo match, muito bem escrito - nada confuso, boa história inicial a ter em conta, comeback de RVD foi optimo, participação de Shanes foram engraçados - e embora tenha adorado a run-in de TF...achei um pouco weird match acabar logo de seguida. É única critica que tenho a fazer.

Foda-se, ideia excelente terminar PPV inicial com brutais com uma referência a um dos melhores momentos na história da ECW - ainda por cima, com Shane mesmo ali ao lado. Óptima cena, nesta cena WWF vs. ECW - que não sei se termina assim, ou se Shane arranjará alguém para fazer frente a Awesome.

Bom PPV, excelente ME e excelente Finish. Ainda assim, olhando para trás é um pouco weird olhar para trás e Awesome estar constantemente a nesta cena de é babyface/ é heel, está com por ele mesmo/está pela ECW/ está pela Federation - suponho que seja por quereres vendê-lo como um gajo imprevisível nesta história, mas pode estar-me a escapar-me algo. Espero também que haja alguma justificação da parte de Awesome.

Obrigado
avatar
Mithrandir
Japanese Legend

Masculino Número de Mensagens : 17486
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Joe Shaw em Dom Fev 12 2017, 15:42

Gosto bastante da cena do Corino. Parece que ele irá alçar grandes voos logo, logo. Até porque ele tem um personagem bem legal, e tu está o construindo muito bem.

Também achei interessante o Funk aparecer para tentar ajudar o RVD. Nada como um dos homens mais "importantes" da história da empresa para tentar chutar a bunda do McMahon.

Por fim, estas idas e vindas do Awesome estão fazendo-o se tornar ainda mais a "cara" da empresa, além de estar virando um grande badass.
avatar
Joe Shaw
Campeão Nacional da APW

Masculino Número de Mensagens : 208
Idade : 17
Localização : Brazil
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 26/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [ECW 2001] "(...) And They Can All Kiss My [Our] Ass" (Hardcore Heaven P.3. - 19/05/01)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum