FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de oito anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

[FM 2017] Quebrar o jejum v2

Página 9 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por CChris em Dom Maio 28 2017, 19:29

Apesar dos pouquíssimos golos marcados, tens uma coisa boa: a melhor defesa do campeonato. Faltava-te um finalizador e teres ido buscar uma cara familiar que tu sabes que concretiza foi bom. Primeiro e segundo lugar já estão longe, era necessário tombarem da forma que o benfica tombou na tua época passada. Mas não acredito muito nisso. Tens que garantir o terceiro lugar e fazer boa figura na Europa.
avatar
CChris
TNA Television Champion

Masculino Número de Mensagens : 4021
Idade : 21
Localização : Monte Gordo, Algarve
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Rafa em Seg Maio 29 2017, 16:14


Janeiro - Fevereiro de 2020:

Precisava de um quarto central depois da venda de Maksimovic e lá fui eu tentar ir buscar alguém com os trocos que me sobraram. Acabei por ir buscar Jardel ao Benfica por €3,3M. Já leva os seus 33 anos mas ainda era indiscutível nos lamps e continua a ser um central a ter em conta. Vem, aliás, para ser titular até ao final da época. Logo se vê em relação à próxima época.


Jogo infeliz frente ao Bari. Entramos a dormir e sofremos dois golos de rajada nas duas vezes que o nosso adversário foi à baliza. Maximiliano Romero ainda marcou, na sua estreia, e estava tudo pronto para a reviravolta. Mas não voltamos a marcar apesar de termos criado perigo. Derrota surpreendente que quebra a série de três vitórias consecutivas.

Seguiu-se a receção ao Inter, sendo que uma vitória deixava a esperança no segundo lugar ainda viva. Entramos mais fortes e acabamos por chegar ao golo, aos 11 minutos, por intermédio de Romero, a responder da melhor forma a um passe vertical de Jorginho. Dois minutos depois, El Shaarawy repôs a igualdade e a partir daí o Inter pareceu sempre a equipa mais equilibrada. No segundo tempo, tudo apontava para a igualdade mas a expulsão de Nélson Semedo, aos 83’, deitou tudo a perder. Não consegui equilibrar a equipa com dez unidades e acabei por sofrer. Segunda derrota consecutiva.

Isto das expulsões tinha que acabar. Deixei de pedir aos meus jogadores para fazerem uma marcação tão apertada e, desta vez, só vi dois amarelos frente à Udinese. Golos é que nem vê-los, ainda para mais com uma lesão de Romero que o atirou para fora deste jogo. 0-0 final e terceiro jogo consecutivo sem vencer.

A receção ao Cesena ditava um jogo aparentemente fácil e, então, decidi fazer mais uma invenção tática. Atirei-me para o 4-2-3-1, com os extremos a funcionarem como avançados interiores e com um meio-campo composto por um recuperador de bolas (Fernando), um construtor de jogo mais recuado (Jorginho) e um mais avançado (Hamsik). A ideia seria tentar meter bolas no espaço, explorar as transições rápidas e o contra-ataque pelos flancos, aproveitando a velocidade dos extremos e dos laterais.

A ideia acabou por resultar. O marcador foi inaugurado apenas aos 40 minutos por Insigne mas na segunda parte fizemos uma excelente exibição. O extremo italiano marcou por mais duas vezes, sendo que um dos golos foi de grande penalidade. Callejón também fez o gosto ao pé. O Cesena viria a marcar, também de grande penalidade. 4-1 e uma boa exibição? Is this real life?

Mantive o esquema contra a Lazio, fora de casa, num jogo que se esperava bem mais difícil. Romero estava de volta e causou estragos aos 27 minutos, quando assistiu Hamsik para o primeiro do encontro. Aos 34’, ganhou uma grande penalidade e converteu-a, ampliando a vantagem. Este menino veio com meia época de atraso. No segundo tempo, entramos com força e fizemos o terceiro aos 48’ após um passe de Jorginho para Hamsik, que bisou. Na sequência de um canto, já nos últimos minutos, a Lazio marcou mas não fez mossa.



Mesmo com aqueles três maus jogos, continuamos na perseguição à Fiorentina.
Espero que as duas últimas boas exibições não tenham sido fruto do acaso mas sim da mudança que implementei na equipa. Se assim for, temos tudo para conseguir atingir o top 3 que, diga-se,
não é mais do que a nossa obrigação. Continua a ser uma vergonha estarmos a tantos pontos do primeiro lugar, independentemente da boa época que o Milan está a fazer.
avatar
Rafa
Moderador
Moderador

Masculino Número de Mensagens : 27385
Idade : 23
Localização : Viana do Castelo
Emprego/lazer : Stunned!
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Vaginite em Sab Jun 10 2017, 03:52

Romero a regressar! Acontece-me o mesmo. Afeiçoo-me aos jogadores das minhas antigas equipas, e espero que façam o mesmo nas novas.

Está interessante este save e já merece uma conclusão esta primeira grande época no Napoli. Digo grande, porque apesar de tudo, estás num clube novo onde ainda não encaixaste perfeitamente a táctica de jogo e isso está a custar-te bastantes jogos. Acho que na próxima época matas isto. E essa Champions é para chegar à meia-final.
avatar
Vaginite
Campeão Nacional da APW

Masculino Número de Mensagens : 216
Idade : 23
Localização : Porto
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 11/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Rafa em Sab Jun 10 2017, 18:25


Fevereiro - Abril de 2020:


Primeira amostra da minha incompetência. Esqueci-me que não podia contar com o Maximiliano Romero para a Champions por já ter jogado na competição por outro clube. Bora Mitroglou! Mantive o esquema tático dos últimos dois jogos e, infelizmente, as coisas não correram de feição. O Porto entrou mais forte e colocou-se em vantagem com golos de Bruno Fernandes e André André. Voltei a mudar a tática para aquela que nos deu frutos na fase de grupos e a resposta foi positiva, com um golo de Insigne perto do intervalo. O 2-1 nem era mau mas a tripeirada foi mais forte no segundo tempo e ampliou a vantagem. 3-1 final. Estou lixado.

Nem tudo era mau. Mantivemos a boa forma no campeonato, perante o Bolonha, que era último classificado. Carregamos logo no início e Zielinski inaugurou o marcador no primeiro quarto de hora. A partir daí, foi o show de Odegaard. O puto contribuiu com três assistências para golo. Ainda na primeira parte, bateu um canto que deu o golo de Rúben Semedo e na segunda assistiu Romero e Sarabia. Cabaz.

Já frente ao Spezia, fizemos de tudo para complicar a nossa vida. Com Mitroglou lesionado e Romero em más condições físicas (passou a semana lesionado, só jogou durante meia hora), fui obrigado a adaptar Insigne como 9. A verdade é que respondeu bem. Logo a abrir e após passe de Sarabia, Insigne fez uma cueca a um defesa, não voltou para trás para pedir desculpa e inaugurou o marcador. Aquilo que parecia um jogo fácil deixou de o ser quando Ghoulam decidiu que tinha saudades de ser expulso. Já previa uma hecatombe mas, aos 60 minutos, Insigne bisou na partida. Parecia tudo feito até sofrermos um golo dois minutos depois. Ainda assim, conseguimos manter a vantagem.

Seguiu-se o Torino e foi mais uma vitória. Já novo, Romero marcou o único golo do encontro aos 27 minutos. Tivemos oportunidades para ampliar a vantagem mas nunca conseguimos. Não se pode golear sempre.

Voltávamos à Champions e sabia que tinha de fazer um jogo muito bom frente ao Porto para seguirmos em frente. Fui teimoso e mantive a tática que tem dado frutos no campeonato e desta vez a equipa respondeu de uma forma positiva. Entramos fortes e Odegaard marcou aos 9 minutos. Aos 22’, colocamo-nos na frente da eliminatória com um golo de Insigne, que voltou a jogar a 9, dada a indisponibilidade de Romero para estas vidas. O mágico italiano voltou a marcar já perto do intervalo, o que prevenia um possível golo sofrido.

Continuamos fortes no segundo tempo mas um golo sofrido levava a eliminatória para prolongamento. Foi um golo de Jardel aos 80’, na sequência de um canto, que acabou com as esperanças dos dragõezinhos. Vitória expressiva que nos coloca nos quartos-de-final. Quem se segue? O Barcelona. Cheira-me que vai haver novo cabaz mas não vou gostar muito desta vez.

A seguir à reviravolta na Champions, fomos a San Siro, enfrentar o líder AC Milan. Foi uma exibição de enorme personalidade da minha equipa. Ficamos reduzidos a dez unidades muito cedo, depois da expulsão de Fernando, aos 22 minutos, e, por isso, não conseguimos ter o jogo controlado. Porém, entramos de uma forma soberba na segunda parte e inauguramos o marcador, por Denis Zakaria. Pouco depois, também um jogador do Milan foi expulso o que equilibrou as contas e facilitou a partida. Conseguimos aguentar até ao fim e obter uma vitória importante que nos deixava com o terceiro lugar cada vez mais consolidado.

Antes de voltarmos à Champions, recebemos a Fiorentina e desiludimos, perante uma equipa que quebrou nos últimos jogos. Não conseguimos marcar e, desta forma, não fomos além do 0-0.

Estava na hora do verdadeiro teste à força da minha equipa. Fomos a Camp Nou, com o objetivo de manter a eliminatória viva para a segunda mão e resolvermos em casa. O trio MSN deu cabo de nós na primeira parte mas não nos conseguiram marcar e o jogo manteve-se a zeros até ao intervalo. Na segunda parte, o Barcelona quis ajudar. Esgotou as substituições aos 46 minutos, sendo que Messi foi um dos jogadores a sair, e Neymar lesionou-se aos 51’, o que nos deixou em vantagem numérica. Porém, o Barcelona agigantou-se e Luís Suárez inaugurou o marcador. Fomos para cima e arrancamos um penalty, convertido por Jorginho, aos 67’. Era um bom resultado mas Suárez voltou a fazer o gosto ao pé, de seguida. Aos 78’, ganhamos um novo penalty. Insigne foi chamado a converter mas falhou. E que falta nos fazia este golo para a segunda mão. Tivemos mais oportunidades para empatar mas não conseguimos. Desilusão, tendo em conta que jogamos contra dez durante 40 minutos. Chorei pela ausência de Romero.



O nosso bom momento contrasta com a quebra da Fiorentina, que já baixou para o quinto lugar. Colocamo-nos no terceiro lugar e com algum conforto mas é importante não nos desleixarmos. O Inter também tem quebrado e permitiu uma aproximação da nossa parte ao segundo posto. Era bonito chegarmos lá.
avatar
Rafa
Moderador
Moderador

Masculino Número de Mensagens : 27385
Idade : 23
Localização : Viana do Castelo
Emprego/lazer : Stunned!
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Vaginite em Dom Jun 11 2017, 18:36

Emocionante esta competição da Champions. Perder 2-1 em Camp Nou é um resultado até positivo e pode-te fazer sonhar com as meias-finais. Só por curiosidade, quais os objetivos colocados pela direcção do Nápoles?

E depois deste save, gostava de te ver numa distrital a levar uma equipa à primeira divisão. Em Portugal, seria giro.
avatar
Vaginite
Campeão Nacional da APW

Masculino Número de Mensagens : 216
Idade : 23
Localização : Porto
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 11/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por CChris em Dom Jun 11 2017, 20:37

Tirando a derrota contra o Porto e o empate contra a Fiora, os resultados foram bons. Estás lançado pro segundo lugar e bem colocado até para as meias da champions. Carrega isso.
avatar
CChris
TNA Television Champion

Masculino Número de Mensagens : 4021
Idade : 21
Localização : Monte Gordo, Algarve
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Rafa em Qua Jun 14 2017, 00:38

Spoiler:

@Vaginite escreveu:Emocionante esta competição da Champions. Perder 2-1 em Camp Nou é um resultado até positivo e pode-te fazer sonhar com as meias-finais. Só por curiosidade, quais os objetivos colocados pela direcção do Nápoles?

E depois deste save, gostava de te ver numa distrital a levar uma equipa à primeira divisão. Em Portugal, seria giro.

Na Champions, o objetivo passava pela ida aos oitavos, o que se entende, dado que o clube tem flopado forte e feio na Europa.


Abril - Maio de 2020:


Ora vamos lá para a reta final da temporada. Frente ao Chievo, rodei grande parte da equipa a pensar no jogo com o Barcelona. Mas havia Romero, não inscrito para a Champions. E brilhou. Dois golos nos primeiros 15 minutos deixaram o jogo fechado desde cedo. O argentino ainda falhou um penalty na segunda parte para dar pica.

Chegava o 1-0 para passar frente ao Barcelona. O mais difícil, travar o ataque catalão, foi conseguido. Porém, lá na frente vimos os planos irem por água abaixo quando Sarabia saiu lesionado, logo aos 11 minutos. Tirei Insigne da posição 9 e coloquei Mitroglou. Faltou-nos velocidade e o grego, da mesma maneira que entrou, saiu na segunda parte. Estivemos por cima mas fomos inofensivos e não conseguimos marcar. 0-0 final e ficamos por aqui.

Com mais cinco jogos pela frente no campeonato, mantínhamos a esperança de chegar ao segundo lugar. Porém, dois empates caseiros frente ao Sassuolo (1-1) e à Sampdoria comprometeram as nossas aspirações. Pelo meio, venci confortavelmente o Pescara (0-3). Uma nota para o jogo frente ao Sassuolo, em que perdemos Maximiliano Romero, por lesão. Agora o meu menino de ouro só volta lá para setembro. Filhos das putas.

A dois jogos do final, estávamos a três pontos do Inter, sendo que eles estavam em vantagem no confronto direto. Mas a esperança era a última a morrer. Frente à Roma, fora de portas, fomos guerreiros. Depois de termos dominado durante toda a primeira parte e Fernando ter sido expulso aos 54 minutos, levantamos a cabeça e conseguimos, contra tudo e contra todos, marcar o golo da vitória aos 63 minutos, por Lorenzo Insigne. Pouco depois, é a vez de um pino romano ser expulso. Conseguimos manter a vantagem até ao fim. Porém, o Inter venceu o Milan e assegurou o segundo lugar.

Para cumprir calendário e para o Mitroglou tirar a barriga de misérias, recebemos e batemos o Novara por 2-0. Dois golos do grego.


[/center]

O empate com a Sampdoria aziou-me. Tínhamos tudo para chegar ao segundo lugar e não conseguimos. Apesar de termos conseguido o objetivo principal, ao chegar a um lugar de Champions (embora tenha de passar pelo playoff), não deixo de sentir um amargo na boca por não ter ido mais longe. Era só um caralh* de uma vitória em casa. Apesar de tudo, tenho de ficar contente com a minha segunda volta. Fomos a melhor equipa do campeonato nesta etapa e deixamos boas expetativas para a próxima época.

Também na Champions, fizemos um bom percurso. Chegamos aos quartos-de-final e estivemos perto de eliminar o Barcelona. Já na Taça de Itália, fomos uma desilusão, tendo em conta que fomos logo arrumados.


Como tem sido habitual nos meus plantéis, dei a oportunidade a quase todos de mostrarem o seu valor, promovendo alguma rotação na equipa. Esta época, até pela eliminação precoce na taça, não tivemos tantos jogos quanto gostaria mas, ainda assim, quase ninguém se pode queixar.

Lorenzo Insigne, Marek Hamsik, Jorginho e Rúben Semedo foram pilares fundamentais da equipa.
Jardel também foi uma aposta ganha no mercado de inverno, tendo tirado o lugar a Marcos Rojo.

Fico com pena que Maxi Romero tenha andado com alguns problemas de lesões além de não poder ter contribuído para a Champions (aqui, a história podia ter sido diferente com ele). Ainda assim, nos dez jogos que disputou, procurou sempre deixar a sua marca. Para o ano há mais,
certamente, apesar da lesão que deve afetar o início de época.

Aqui ficam os vencedores das competições europeias e dos outros campeonatos, a título de curiosidade:
Liga dos Campeões: Barcelona
Liga Europa: West Ham
Bundesliga: Bayern Munique
La Liga: Real Madrid
Ligue 1: PSG
Premier League: Manchester United
Liga NOS Sporting

O futuro:
A não ser que apareça um projeto irresistível, devo ficar por cá. Não consegui ganhar qualquer troféu mas a equipa evoluiu comigo ao longo da época e acredito que consigamos ser mais felizes na próxima época. Vai ser tudo meu.

Feud do mister vs Rúben Semedo v3
E não é que o filho da put* acabou a época a choramingar porque quer ir para o Real Madrid? Deve ir embora. Spoiler: Para o ano estou no Real Madrid e o menino quer dizer que quer ir para uma equipa em Marte porque neste planeta já não dá para subir mais.


Última edição por Rafa em Qua Jun 14 2017, 00:59, editado 1 vez(es)
avatar
Rafa
Moderador
Moderador

Masculino Número de Mensagens : 27385
Idade : 23
Localização : Viana do Castelo
Emprego/lazer : Stunned!
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por CChris em Qua Jun 14 2017, 00:57

Realmente ficou um certo sabor amor, tanto no empate com o Barça, como nos dois empates pro campeonato, ainda por cima em casa. Fizeste uma boa segunda volta e isso conseguiu recuperar-te. Quem parece que também fez uma boa segunda volta, pelo menos, melhor que a primeira, é a Juve que ainda conseguiu um quinto lugar. 

Mais ou menos já pareces ter acertado com um esquema tatico que assente bem na equipa e, acredito que na proxima epoca, com o Romero disponível desde inicio e um par de contratações, que possas ganhar o campeonato. Manda o Semedo com o caralh* e faz uma bela pipa de massa com ele. Vai buscar alguém forte para o substituir. Sei que não é facil arranjar jogadores assim, que encaixem numa equipa tão bem, mas tens boas alternativas, acho que podes estar relaxado tho.
avatar
CChris
TNA Television Champion

Masculino Número de Mensagens : 4021
Idade : 21
Localização : Monte Gordo, Algarve
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Rafa em Qua Jun 14 2017, 21:56


Pré-época e apresentação do plantel 2020/2021:

A época passada já lá vai e era hora de preparar a seguinte. Pelo meio, recebi um convite para treinar a seleção de Itália mas, por muito que goste de passar meses sentado no sofá a coçar o escroto, achei que estava numa fase da carreira demasiado precoce para me meter nessas vidas.

Assim sendo, havia que trabalhar no reforço do plantel com os recursos disponíveis. O objetivo este ano não podia ser mais simples - ser campeão nacional. Tudo que não seja isso será um falhanço. Em relação ao mercado, o objetivo passava por tornar o plantel mais competitivo, com mais opções seguras para o onze. Trazer um ou dois médios, um ou dois extremos e alguém capaz de render Romero eram as grandes prioridades.

Na baliza, tudo na mesma. Mattia Perin continuará a ser o nosso titular, com Luigi Sepe a ser o seu suplente. Maurizio Schaeper fica mais um ano com o melhor emprego do mundo: ser terceiro guarda-redes. Também na defesa nada mudou. Nélson Semedo e Javi Manquillo para a direita, Faouzi Ghoulam e Hernán Tovar para a esquerda. Convenci o Rúben Semedo a ficar mais um ano comigo para continuar a fazer dupla com Jardel, sendo Miguel Lopes e Marcos Rojo duas alternativas muito válidas.

No meio-campo, surgiu a maior revolução. Vendi Zielinski por €15 milhões e Fernando por €2,3 milhões e reforcei o setor com Marko Grujic (reforço #1), que vem a custo zero do Liverpool, e Thiago Alcântara (reforço #2), contratado por €19,75 milhões. Grujic pode jogar tanto a 6 como a 8, sendo que o espanhol deve ocupar a posição mais adiantada do meio-campo. Como isto também precisa de paulada, contratei Cheikhou Kouyaté (reforço #3), por €120 mil. Servirá para alturas de maior aperto. Marek Hamsik e Jorginho continuam no plantel. Dá para fazer coisas bonitas com este leque de jogadores. Não haverá aqui propriamente titulares indiscutíveis. Também vendi Amadou Diawara ao Bari, com o intuito de obter fundos para contratar mais um jogador para o meio-campo. As negociações estão feitas e vem por €5 milhões, a confirmar-se. Fica para uma próxima atualização.

Nas alas, Martin Odegaard e Lorenzo Insigne precisavam de uma concorrência, que Pablo Sarabia e Callejón não davam (ambos foram vendidos, gerando cerca de €13 milhões aos nossos cofres). Assim sendo, Memphis Depay (reforço #4) revelou-se como um dos reforços mais sonantes do defeso (€22M). Escolher entre o holandês e Insigne para rebentar os laterais direitos adversários vai ser uma dor de cabeça. Francisco Trincão (reforço #5), um miúdo de 20 anos, chega por empréstimo do Arsenal e completa o leque de extremos.

Na frente, Maximiliano Romero, que inicia a época lesionado, é, como não podia deixar de ser, o nosso homem golo. Kostas Mitroglou, apesar da época fracassada que teve, também continua no plantel mas János Bozóki, que estava nos nossos sub-20, é outro nome a ter em conta, quando se fala em goleadores de serviço.

No geral, temos um plantel mais forte do que na época passada e acredito que seja o suficiente para levarmos tudo à frente, internamente. Falta, talvez, uma opção mais credível caso aconteça algo ao Perin e nem Mitroglou nem Bozóki me enchem as medidas para substituirem Romero, mas acredito que o mais novo vá ficando um avançado bastante bom para segunda opção.

Apesar de ter acabado a época num 4-2-3-1 e as coisas terem corrido bem, para esta época pretendo andar a saltar entre esse esquema e o 4-3-3, tendo em conta as caraterísticas dos meus jogadores, principalmente do meio-campo.

A pré-época foi passada com algumas dificuldades. Para além da ausência de Romero, Francisco Trincão, Rúben Semedo e Memphis Depay estão nos Jogos Olímpicos, sendo que os dois últimos já deviam ter idade para ter juízo. Ainda assim, a equipa esteve a um nível razoável, tendo ganho praticamente os jogos todos à exceção do embate frente ao Lyon, que correu mal e porcamente.

Playoff da Champions:
Vamos enfrentar o Feyenoord. Tendo em conta que eles têm o Marega, creio que podemos dizer adeus à competição.
avatar
Rafa
Moderador
Moderador

Masculino Número de Mensagens : 27385
Idade : 23
Localização : Viana do Castelo
Emprego/lazer : Stunned!
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por CChris em Qui Jun 15 2017, 15:44

Pá, acho que em janeiro deverias procurar uma alternativa o lugar de avançado, se tiveres uma lesão no Romero, tás lixado e como ele é, é muito provável que isso vá acontecendo. No inicio de época vais ter que te desenrascar. Vamos ver como te safas. Este ano é para ganhar tudo jovem.
avatar
CChris
TNA Television Champion

Masculino Número de Mensagens : 4021
Idade : 21
Localização : Monte Gordo, Algarve
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FM 2017] Quebrar o jejum v2

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum