FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de oito anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Página 9 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Justt em Dom Ago 06 2017, 17:47

Undertaker vs. Funk em algo hardcore seria sensacional, mas fico com um pé atrás pela época do seu booking ser no começo dos anos 90. Apostaria no final da I Quit com o Taker, de alguma maneira, controlando os pensamentos do Funk e fazendo ele falar o que não quer. Mas é algo que eu queria ver, então siga com isso se for seu plano.

Fiquei curioso pra ver uma versão da WWF do War Games, sério.
avatar
Justt
ROH Superstar

Masculino Número de Mensagens : 1061
Idade : 17
Localização : Brasil
Emprego/lazer : NJPW fag
Data de inscrição : 24/01/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Mithrandir em Qua Ago 09 2017, 14:24

Superstars foi girinho ao dares pequenos desenvolvimentos as feuds. Espero mesmo que os caminhos de Owen e Razor Ramon se cruzem brevemente. Funk q continuar a ser céptico é giro. Broken Jannety e Broken Sherri não me diz mt.

Espero que não haja War Games.I Quit é giro, Funk tinha dito um clássico com o Flair na NWA, Taker na altura não era propriamente gajo de elite mas pode ser interessante.
avatar
Mithrandir
WWE Superstar

Masculino Número de Mensagens : 17877
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Moore em Sex Ago 11 2017, 21:28

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF In Your House 1: The Perfect Chance - 21 de Fevereiro de 1993
Parte 1 de 2


:::::

Resultados Rápidos:
1. Jarrett’s Debut: Jeff Jarrett def. Rick Martel;
2. Crush def. Doink The Clown;
3. WWF World Tag Team: Steiner Brothers © def. Nasty Boys

:::::

»» Vince McMahon fez os comentários com Jerry Lawler, esta noite. Contudo, a introdução típica de abertura de Pay-Per-View foi interrompida: “we’ve got to go backstage, Mr. Perfect, your WWF Championship challenger, has been viciously attacked!”
À chegada aos bastidores, Bobby Heenan e um homem louro, de costas, foram identificados como os autores do ataque. O homem virou-se e percebeu-se ser Lex Luger, ex-WCW World Champion e estrela da falecida World Bodybuilding Federation.
Os dois abandonaram o local, segundo Heenan “before they throw us off” e a câmara focou em Mr. Perfect, visivelmente inconsciente. Um médico exclamou: “this man won’t compete tonight!”

Jeff Jarrett’s Debut Match
1. Jeff Jarrett vs. Rick Martel

Na sua estreia na WWF, “Double J” Jeff Jarrett veio acompanhado por uma guitarra. Ao início do combate, Rick Martel tentou novamente recrutar Jarrett para uma aliança, mas o lutador de Nashville tinha outras intenções que não incluíam essa ideia.
Assim sendo, também o “The Model” mudou de estratégia e começou a usar cheap shots para se superiorizar ao estilo old-school de Jarrett, que haveria de contra-atacar muito do que Martel tinha para lhe oferecer. No final, foi o ex-USWA a sair vitorioso na estreia, por meio do seu Grand Ole Dropry (Jumping DDT).
Durante o combate, Jerry Lawler teve comentários para Jarrett que variaram entre: “this is what we have to offer in the south!” e “this kid is yet to learn something from me, Vince”.
- Resultado: Jarrett def. Martel via pinfall (6:21)

»» Após o combate, Jeff Jarrett teve tempo para umas palavras. Durante o seu discurso, este diz ter orgulho de chegar à maior federação de wrestling do mundo, ainda que com um tom convencido. “I feel like, as the Prince of Nashville, I’m following the footsteps of men like Jim Duggan, Junkyard Dog, and even Jerry Lawler in cruising from the mid-south to here.”
Jerry Lawler não reagiu bem a essa comparação, comentando para Vince McMahon: “what? The kid defeated Rick Martel. I have beat a guy like King Kong Bundy multiple times. How is that crap even a comparison?”

2. Crush vs. Doink The Clown
Sem cerimónias. Um combate que certamente poderia ter sido destinado ao RAW, não fosse a enorme animosidade entre o havaiano e o palhaço. Doink tentou esquivar-se ao combate, vindo ao ringue de canadianas. Porém, este foi considerado apto. Durante o combate, teve algumas chances de causar mossa em Crush e ainda tentou usar muitas vezes as canadianas.
Ainda assim, o poderio físico de Crush foi suficiente para colocar Doink no sítio e obriga-lo a desistir com o Kona Clutch.
- Resultado: Crush def. Doink via submission (5:08)

»» Bret Hart veio ao ringue. O campeão da WWF mostrou-se enojado pelo ataque de Lex Luger, encomendado naturalmente por Bobby Heenan, que, segundo o “Hitman” deveria ter tido respeito porque hoje Mr. Perfect seria candidato a vencer o título que ele próprio ostenta.
Em sua defesa, Bret fez questão de relembrar que veio a Fort Wayne com intenção de defender o seu título e quer fazê-lo. “If it’s not against Curt, it’s against anyone else. By the end of the night, I want a challenger for my WWF Championship!”

WWF World Tag Team Championships
3. Steiner Brothers © vs. Nasty Boys

Face a afirmação da noite anterior por parte dos Nasty Boys, que disseram que as duas equipas não são de todo amigas, os Steiner Brothers entenderam a mensagem. Sem cerimónia, as duas tag teams deram o seu melhor desde início. Rick e Scott, muito mais capazes, tentaram mostrar a Knobbs e Saggs o que é wrestling técnico, com estes a serem os brutos que sempre são.
E esse poder de brawling deixou mesmo Scott a lutar sozinho durante uma boa parte do combate, depois de um Aided Powerbomb em Rick no ringside. Scott teve de se aguentar até ao final, onde despachou Brian Knobbs e levantou Jerry Saggs em posição de Electric Chair. Por esta altura, Rick levantava-se e subia ao canto: Steiner Device! Scott fez o pin sobre Saggs e foi suficiente para os irmãos manterem os títulos em posse.
- Resultado: Steiner Bros. def. Nasty Boys via pinfall (7:40)

»» Eis o prometido por Razor Ramon. Era de noite e a câmara mostrava uma imagem escura. Razor tinha na sua posse uma lanterna: “you guys know… where the ‘Bad Guy’ is? Hm”. Aí Razor acendeu a lanterna, revelando uma sala bem decorada, com várias peças valiosas e uma alcatifa de aspeto caro já suja de alguma lama que Ramon trazia nas suas botas.
Então, Razor Ramon apontou a luz para um busto de… Stu Hart. “That’s right, this is the Hart Family’s house in Calgary. And you know how I got in? Owen, chico… you should take care of your father’s master keys… otherwise the ‘Bad Guy’ will trade them for fake ones.”
Este comentou ainda o busto e outras peças valiosas da sala de Stu, cuja ostentação que mostram, segundo o próprio, prova o estilo de vida elitista e snob da família Hart: “this crap is made of gold, with dinero that the guy [Stu] still owes to canadian wrestlers”.
Depois disso, a proposta: “let’s go see where he beats people up… while charging them dinero to build this mansion”, referindo-se à Hart Dungeon e ao rumor de que Stu Hart é excessivo demais no treino físico.
Porém, antes que este pudesse abrir a porta da masmorra, “who the hell is there?” Razor Ramon, à pressa, limitou-se a tirar o palito da boca, atirá-lo e escapar pela porta de entrada, deixando a chave na porta da masmorra.
Stu Hart apareceu, descendo umas escadas e deparando-se com um enorme quadro da sua família, onde estava escrito a tinta vermelha: “Say hello to the bad guy”. “That bastard!” gritou Stu Hart enquanto se dirigia à porta meio aberta, a ver se ainda conseguia por os olhos em Razor Ramon. “Helen, call the police!” foram as últimas palavras antes de a câmara cortar a imagem.

Nota: o último segmento usa câmara, sim. Peço um pouco de suspensão no “disbelief”.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

:::::

WWF In Your House 1: The Perfect Chance - 21 de Fevereiro de 1993 - Cartaz
1. Jarrett's Debut: Jeff Jarrett def. Rick Martel;
2. Crush def. Doink The Clown
3. WWF World Tag Team Championships: Steiner Brothers (c) def. Nasty Boys;
-----
3. Big Bossman vs. Yokozuna;
4. Randy Savage vs. Terry Funk;
5. WWF World Championship: Bret Hart (c) vs. ???.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5956
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Mithrandir em Sex Ago 11 2017, 21:54

FUCK LEX LUGER!

Cabrão és fdd, já tinha avisado que não curtia do gajo - mas timing e angle fizeram-me odiar ainda mais o gajo. Provavelmente o filho da put* até vai substituir o Mr. Perfect no Main Event - mas seria weird, pois seria estranho ver Luger a perder na sua estreia pela WWF...a menos que lhe dês a vitória
Espero que Perfect compareça, mesmo que todo fodido!

Estreia de Jarrett sugere um pouco uma feud entre ele e Lawler. Não quero saber de Jarrett, mas tenho uma relação estranha de amor/ódio com Lawler - até tenho alguma curiosidade para ver o que se segue.

Steiner vs. Nasty Boys foi o que se esperava. Destaque para Scott Steiner

Curti do angle, não percebo o teu receio - há mil e um angles mais ridículos, parvos e totalmente pouco credíveis e que é de estranhar a câmara esteja ali a captar o momento. Não é totalmente o caso. Consigo imaginar facilmente o angle, com má iluminação e um cameraman que está ali sorrateiramente tal como o Bad Guy porque foi forçado pelo mesmo. Até achei que podias ir ainda mais a fundo...
Curioso para ver o que se segue na story.
avatar
Mithrandir
WWE Superstar

Masculino Número de Mensagens : 17877
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Justt em Sab Ago 12 2017, 11:16

Genial seu segmento do Razor, curti bastante. Quero ver o que se segue a partir disso.

Sobre o Luger, não gosto dele assim como o AR mas percebo que quer fazer dele um top player e estreando já "roubando" uma chance pelo título mundial, para mim, faz bem para o personagem que penso que você irá construir.

Jarrett vs. Lawler pode ser interessante, mas sempre vi o JJ como um geek. Então, bem, siga, pode sair coisa boa.

avatar
Justt
ROH Superstar

Masculino Número de Mensagens : 1061
Idade : 17
Localização : Brasil
Emprego/lazer : NJPW fag
Data de inscrição : 24/01/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Moore em Dom Ago 13 2017, 20:55

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF In Your House 1: The Perfect Chance - 21 de Fevereiro de 1993
Parte 2 de 2


:::::

Resultados Rápidos:
1. Jarrett’s Debut: Jeff Jarrett def. Rick Martel;
2. Crush def. Doink The Clown;
3. WWF World Tag Team: Steiner Brothers © def. Nasty Boys
4. Yokozuna def. Big Bossman;
5. Randy Savage vs. Terry Funk acabou via no-contest;
6. WWF World Championship: Bret Hart (c) def. Mr. Perfect

:::::

4. Big Bossman vs. Yokozuna (c/Fuji)
Big Bossman surgiu ao ringue carregando uma bandeira dos Estados Unidos da América, mostrando o seu patriotismo. Já Mr. Fuji, como é normal, ostentava a bandeira do Japão.
O combate iniciou-se com domínio de Yokozuna. Ainda que Bossman tenha partido com extrema agressividade para cima do japonês, este pô-lo no lugar com a sua força física. Contudo, Bossman mostrou-se resiliente e um dos (senão o) lutadores a mais se impor a Yokozuna, fazendo uma comeback à qual Indiana respondeu patrioticamente.
Bossman esteve até perto de se tornar no segundo lutador a derrubar o peso-pesado com duas Big Boots seguidas. Euforicamente o público reagia, mas em breve se desalentaria. Big Bossman tentou uma Shoulder Block mas… Yokozuna, um passo à frente apanhou o norte-americano para um Samoan Drop. Sem mais a fazer, Yokozuna arrastou-o para o canto e pegou na bandeira dos EUA colocando-a por cima do adversário: Banzai Drop! O pin foi feito para a vitória de Yokozuna, mas não sem antes este pegar na bandeira do Japão e esvoaçá-la, sentado em Bossman.
- Resultado: Yokozuna def. Bossman via pinfall (6:19)

»» Depois da contenda, Yokozuna não estava ainda satisfeito. Então, subiu ao canto uma vez mais para um Banzai Drop. Contudo, antes que pudesse consumar o ataque: “When it comes crashing down and it hurts inside…”, o edifício explodiu com Hulk Hogan a vir ao ringue!
Em corrida, Hogan foi recebido pela hostilidade de Yokozuna, mas o “Real American” estava preparado! Com o seu Hulk-Up atordoou a besta japonesa. Porém, quando este ia para o Big Boot foi recebido com um Savate Kick de Yokozuna que o enviou ao tapete.
Em seguida, Yokozuna limitou-se a fitar Hulk Hogan e a sair do ringue, com Mr. Fuji, tendo claramente ganho esta batalha. Hogan ajudou Big Bossman a recompor-se. Este último rasgou o distintivo de “sheriff” que tinha na manga esquerda, deixando Hogan a questionar-se que significava esse gesto. Bossman apenas agradeceu a ajuda de Hogan e saiu do ringue, com Hogan confuso.

5. Randy Savage vs. Terry Funk
Uma enorme variância entre os dois foi salientada desde início. Respeito mútuo, sim, porém, divergência entre as cores extravagantes do “Macho Man” e o vil e tradicional instinto de Terry Funk.
E essa diferença foi explorada ao longo de todo o combate, com Funk a ser indubitavelmente o mais metódico, desde início a trabalhar as pernas de Savage, quer para preparar o seu finisher, quer para prevenir o do seu oponente. Já Randy, apesar de desempenhar o papel de "menos heel" no combate, cada vez tem-se mostrado mais e mais arrogante e convencido do seu valor, com vangloriações constantes. Este provocou mesmo Bret Hart num momento de domínio, gritando: “The best there ever will be!” enquanto aplicava um Running Knee Drop.
Mal sabiam as duas superstars que o combate estava próximo de estar concluído e em jeito inconclusivo. Randy Savage contra-atacou um Vertical Suplex de Funk, que por sua vez contra-atacou uma tentativa de Piledriver para um Back Body Drop para fora do ringue. Logo a seguir as luzes do recinto desligaram-se do nada para expectativa geral. Toca a música de Undertaker na arena. Ao fim de uns segundos as luzes ligaram-se de novo mas… Terry Funk não estava no ringue. Randy Savage levantou-se e olhou espantado, não vendo o seu adversário. O árbitro não teve escolha: o combate terminou em no-contest enquanto Savage, confuso, se sentou na mesa dos comentários.
- Resultado: no-contest (9:17)

»» Jack Tunney, presidente da WWF chegou junto à zona de entrada, já Bret Hart aguardava pelo seu desafiante no ringue. Infelizmente, diz Jack Tunney, as notícias que traz não são as melhores e, sem ter encontrado um desafiante disponível para lutar com Bret, não tinha outra alternativa que não cancelar o main event do primeiro In Your House.
Desilusão reinou na arena por meros segundos até a música de Mr. Perfect tocar. O mesmo, queixoso da cabeça, acompanhou-se de um microfone e garantiu estar em condições para que o seu sonho se concretize nesta mesma noite: “and there is no Bobby Heenan, nor Jack Tunney… or certainly Bret Hartthat can stop my dream being fulfilled!”
Após uma pequena discussão sobre a sua aptidão com Tunney, Hennig dirigiu-se mesmo ao ringue.

WWF World Championship
6. Bret Hart © vs. Mr. Perfect

Cedo se percebeu, contudo, que Curt Hennig estava tudo menos apto para lutar. Este perdeu facilmente a disputa inicial e Bret Hart começou a dominar, notando-se, num strike à cabeça de Mr. Perfect que este estava mais que tocado do ataque do início do show.
Foram várias as vezes em que o campeão da WWF pediu a Earl Hebner para terminar com o combate. Este, só demovido pela resiliência de Mr. Perfect. Nos comentários, ao mesmo tempo, Randy Savage salientava a injustiça no combate, dizendo até que, se hoje estivesse em condições, Perfect seria o seu adversário na Wrestlemania. Com isto, Bret acalmou na ofensiva e focou-se essencialmente nas pernas e costas de Mr. Perfect, com manobras mais light que não pudessem causar dano na cabeça do mesmo e até prendeu o Sharpshooter. Os fãs presentes pensaram ser o fim, mas com Bret a aplicar a manobra com menos força do que é costume, Perfect chegou às cordas.
Aí, Randy Savage tornou-se mais vocal nas críticas a Bret Hart, chegando mesmo a levantar-se e a pedir ao árbitro para terminar com o combate por Curt Hennig não estar em condições, sugerindo que o título ficasse vago. Bret saiu do ringue e confrontou Savage: “why don’t you mind your own business and go back to your table?”, tendo de ser forçado a entrar no ringue pelo árbitro.
De novo, Bret tentou o Sharpshooter, desta vez com mais força, pelo que nos dizia a expressão de dor de Mr. Perfect. Contudo, surpreendentemente, o challenger chegou às cordas uma vez mais!
Bret, enraivecido pelos comentários de Randy Savage, descarregou… em Mr. Perfect, atacando-o desta vez com Headlocks e Sleeper Holds. Dorido, mas a recusar desistir, Perfect pediu mesmo ao “Hitman” para dar tudo de si. Bret parecia pronto a responder e atingiu-o com uma Elbow Smash. Mr. Perfect caiu redondo no chão. Earl Hebner não teve alternativa senão dar por terminado o combate, enquanto o campeão da WWF olhava preocupado para o seu desafiante.
- Resultado: Bret def. Perfect via KO (11:48)

»» Depois de Mr. Perfect ser transportado para os bastidores, Bret Hart pediu um microfone e ordenou a Randy Savage que o deixasse falar.
Primeiro que tudo, Bret pediu uma enorme salva de palmas para Mr. Perfect “who showed more guts than anyone in this business by coming to the ring minutes ago to compete”, dizendo que será uma honra um dia voltar a defrontá-lo pelo título em circunstâncias mais normais. Aqui, o “Macho Man” criticou a gabarolice de Bret, que dá por certo que sairá da Wrestlemania com o título.
Em seguida, Bret falou de Razor Ramon e da sua invasão à casa do seu pai: “we’re talking about the most disgusting and disrespectful thing one can do” e tratou de avisar o cubano que as consequências chegarão. Aliás, se ele próprio tiver de lutar dois combates na Wrestlemania para garantir que Razor paga pelos seus atos, ele irá fazê-lo.
Ao ouvir isto, Randy Savage entrou no ringue: “oooooh noooo! Bret, I’m sick of that cocky attitude of yours. You ain’t no superman!” Savage explicou-lhe então que Bret estará perante o maior desafio da carreira ao enfrentá-lo pelo seu título e que se lhe quer vencer terá de estar a 100%. “I don’t care for your pride. I don’t care for your family’s name and I certainly don’t care for your ‘new’ generation, man! You think you’re going to fight an old man? Well, you’re gonna fight the toughest of ‘em all! I have proven my value in overcoming the odds and be the only ‘macho’ standing in the ring last month! It was me! Not a guy your own age! Not even Mr. Perfect! And I am going to snap you into a Slim Jim to prove my point! And I want no excuses from you when you have to admit defeat, man!”
Bret Hart respondeu dizendo que dos seus assuntos trata ele próprio e que Randy Savage não é ninguém para lhe dizer como haverá de lidar com assuntos familiares. “If you’re so obssessed in proving your value and your generation’s value, you can do it on the road to Wrestlemania as well. I can handle two problems at once. And that’s why I am the best there is, the best was and the…” – a frase típica de Bret foi interrompida por um soco de Randy Savage que o deitou ao chão. Randy Savage foi de seguida, pacificamente, afastado por Earl Hebner, ainda no ringue, e o primeiro In Your House terminou.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

:::::

WWF In Your House 1: The Perfect Chance - 21 de Fevereiro de 1993 - Cartaz
1. Jarrett's Debut: Jeff Jarrett def. Rick Martel;
2. Crush def. Doink The Clown
3. WWF World Tag Team Championships: Steiner Brothers (c) def. Nasty Boys;
4. Yokozuna def. Big Bossman;
5. Randy Savage vs. Terry Funk acabou via no-contest;
6. WWF World Championship: Bret Hart (c) def. Mr. Perfect.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5956
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Justt em Seg Ago 14 2017, 03:28

Quero ver o que vai fazer com o Bossman, mas não me interessa ver ele vs. Hogan.

Sobre Hart vs. Perfect, esperava que o Perfect aparecesse para lutar devido ao seu orgulho/egoísmo mas que o Luger atacasse novamente. O final do combate foi algo certo, o Hart não finalizou o Perfect e isso abre a possibilidade para uma rematch de ambos no futuro. Bela decisão.

Savage vs. Hart provavelmente será aquele combate de "passing the torch" e o Hart vai se firmar ainda mais como a nova cara da WWF.
avatar
Justt
ROH Superstar

Masculino Número de Mensagens : 1061
Idade : 17
Localização : Brasil
Emprego/lazer : NJPW fag
Data de inscrição : 24/01/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Moore em Sex Ago 18 2017, 15:56

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF Monday Night RAW #7 - 22 de Fevereiro de 1993

:::::

Resultados Rápidos:
1. Bam Bam Bigelow def. Typhoon;
2. Marty Jannetty def. Terry Taylor;
3. Razor Ramon def. Crush.

:::::

»» O RAW iniciou-se com um vídeo nos bastidores captado após o desfecho do In Your House. Aí, Bret Hart falava frustrado com o seu irmão Owen sobre o ataque de Randy Savage. “The man wants to make this about a generation statement. God dammit’ it should be all about competition!”
O campeão da WWF falou ainda de ter que lidar com Razor Ramon nesta road to Wrestlemania. Aí, Owen Hart, mais interessado, disse a Bret: “let me handle that. I’m also part of the family and I will stand up for our pride.”
Are you sure you can handle it?” – questionou Bret – a resposta foi conclusiva: “Bret, I’m not the little blonde kid of the family anymore. Don’t doubt my will…”

»» Ainda nos bastidores, Randy Savage teve uma curta promo, desvalorizando a luta de Bret Hart pelo orgulho da sua família. Isto porque, segundo o “Macho Man”, a guerra dos dois é bem mais importante: “Oooh, this ain’t about the pride of a family, man! It’s about the pride of a whooole generaaation!”

1. Bam Bam Bigelow (c/Luna) vs. Typhoon
Dois “big men” no opener. Vimos um combate esperado, baseado muito na força, com Typhoon a tentar encontrar o seu rumo depois da saída de Earthquake da WWF. Bam Bam Bigelow venceu com o Wham, Bam, Thank You Ma’am (Diving Headbutt).
- Resultado: Bigelow def. Typhoon via pinfall (4:17)

»» Bobby Heenan apresentou-se no ecrã com Lex Luger ao seu lado. O manager, bem irónico, desejou toda a sorte possível a Mr. Perfect… no seu próximo sonho, já que o de se tornar WWF Champion foi custado por si e pelo “Narcissist”. “My athlete, Lex Luger, HE will be the one to own this world and the other!”

»» Também Shawn Michaels esteve no ecrã acompanhado por Luscious Terri. Aí, o campeão Intercontinental abordou a revelação de que é Marty Jannetty o novo cliente de Broken Sherri. “It doesn’t even surprise me. You know, Marty has always been the dumber one in The Rockers. Only a dumb man could stick to Sherri now that’s she’s a demented woman.” Já sobre Sherri: “well, no woman can end up getting better after having ‘The Heartbreak Kid’, but Sherri has just hit rock bottom…”

2. Marty Jannetty (c/Sherri) vs. Terry Taylor
Eis que foi hora de Jannetty entrar no ringue depois do regresso. Marty mostrou-se mais agressivo, mas quando pôde, continuou a agradar aos seus fãs. Já Sherri foi diferente do que era com Michaels, limitando-se a incentivar Marty.
O final chegou quando Terry provocou Jannetty por “andar com a cadela do seu ex-melhor amigo”. Este partiu para cima dele agressivamente e obrigou-o junto às cordas a olhar para Sherri: “tell that in her face now!” antes de o finalizar com um, agora, Broken Dropper.
- Resultado: Jannetty def. Taylor via pinfall (5:32)

»» Depois do combate, Marty Jannetty e Broken Sherri falaram para Shawn Michaels ouvir. Aí, Sherri fez questão de salientar que o amor e o ódio são os dois sentimentos mais próximos e que foi o desdém pelo “HBK” que uniu os dois. Marty Jannetty adicionou: “so, you know, Shawn? These two broken individuals want to fix themselves and break you. At Wrestlemania we, the 'dumb ones' as you call us, want to fool you out of your smile.”

»» Em video, de novo num ambiente muito escuro apenas com a luz de uma lanterna surgiu Paul Bearer. Contudo, também se ouviam ruídos da parte de… Terry Funk, que, apesar de nunca ter sido visto no segmento parecia amordaçado.
O representante de Undertaker depois anunciou: “ooooh, Terry! Stop that, Terry… next monday, The Undertaker will make sure… you will show up on RAWWW, Terry!”

3. Crush vs. Razor Ramon
O main event desta noite foi especial por dois motivos. Primeiro, marcou o regresso de Razor Ramon aos ringues depois do Royal Rumble. Já para Crush tratou-se do terceiro combate em três dias (Superstars, In Your House e RAW).
E verdade seja dita, os dois bateram-se muito bem, com Crush a mostrar imensa resistência e poderio físico frente à superstar de origem cubana. E talvez até o havaiano pudesse ter levado a vitória, não fosse… Doink. O palhaço distraiu Crush ao atirar um balão de água a um fã e essa distração permitiu a Razor surpreendê-lo com uma Big Boot antes de fechar com o Razor’s Edge.
Parece que as contas de Doink com Crush ainda não estão saldadas.
- Resultado: Razor def. Crush via pinfall (6:49)

»» Após a publicidade, eis o momento do RAW. “Real American” tocou e Hulk Hogan veio ao ringue pela primeira vez na história do programa das segundas-feiras.
Após algum fan-service, o “Hulkster” revelou a razão pela qual veio ao RAW: “well let me tell you guys something. Hulk Hogan wants to step up for all the americans, brother! Hulk Hogan wants to teach Yokozuna and Mr. Fuji a lesson of respect. And that is what Hulk Hogan is going to do at Wrestlemania, brother!”
O público reagiu com a maior euforia da noite e, finalmente, Hulk Hogan concluiu: “and it’s not just me who wants to teach them that lesson! Behind me there is the whole United States of America and all WWF’s most patriot stars, brother!”

»» Finalmente, o RAW acabou com Vince McMahon a anunciar o “plano de festas” para as próximas semanas. Bret Hart e Randy Savage ir-se-ão envolver na “Battle of Generation Series”. Ao longo das próximas semanas, os dois terão dois combates com uma superstar escolhida pelo outro a representar a sua geração. Na próxima semana, começa Randy Savage.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

:::::

WWF Wrestlemania IX - 4 de Abril de 1993 - Cartaz
1. Battle for the American Pride: Hulk Hogan vs. Yokozuna
2. WWF World Championship: Bret Hart (c) vs. Randy Savage.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5956
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Mithrandir em Seg Ago 21 2017, 15:06

WWF In Your House 1: The Perfect Chance

Bossman vs. Yokozona foi girinho, angle final é o esperado - curioso para ver o que irá acontecer com Bossman, que pareceu sair com o orgulho ferido. Às vezes, estas merdas levam a heel turns, veremos. Hogan vs. Yokozona parece fechado para a Mania, espero que Yokozona vingue Hiroshima e Nagasaaki com dois Banzai Drops em cheio na cara do Hogan.

Funk vs. Savage, foi giro para começares a montar as bases de Savage vs. Bret e desenvolver a feud Taker vs. Funk, mas match não me satisfaz.

Bret vs. Perfect foi claro MOTN. Muito drama, dá para sentir desconforto e divisão de Bret Hart enquanto fighting champ mas que sabe que o seu oponente não está em condições e obviamente que é palpável toda a determinação de Mr. Perfect. A parte mais cool, é que deu ainda para desenvolver a feud Savage vs. Bret e proteger Perfect.

Raw

Força Owen! Optima feud de inicio de run.

Marty Jannetty & Sherri vs. Shawn Michaels começa a ter mais interesse, mas é dificil levar Jannetty a sério.

AAHHAHA Doink!

Os Pick Your Poison são excelentes para o tipo de feud, mas espero que HH esteja longe disso, porque será um desperdicio gastares Bret vs. Hogan já. Curioso para ver quem serão escolhidos.
avatar
Mithrandir
WWE Superstar

Masculino Número de Mensagens : 17877
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Moore em Ter Ago 22 2017, 20:13

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF Superstars #335 - 27 de Fevereiro de 1993

:::::

Resultados Rápidos
1. Million Dollar Tag Team: Money Inc. © def. Mark Taylor/PJ Walker (DiBiase > Taylor – Double Back Elbow – 4 min.);
2. Nasty Boys def. Damien Demento/Papa Shango (Saggs > Demento – Trip To Nastyville – 5 min.);
3. Jeff Jarrett def. Repo Man (Grand Ole Dropry – 6 min.)


Resumo
»» A começar o Superstars, os Money Inc. explicaram a razão de não precisarem de uma desforra pelos World Tag Team Championship. Isto porque, do nada, apresentaram a sua criação: Million Dollar Tag Team Championship.
Para além disso, como se consideram “defending champions” desafiaram qualquer equipa de lutadores de fora da WWF para serem a sua primeira defesa com sucesso.

1. E assim foi. Em apenas quatro minutos, um par de rookies, Mark Taylor (Scott Taylor) e PJ Walker (Justin Credible) caíram às mãos (aos cotovelos) de I.R.S. e Ted DiBiase, que assim continuam com os cintos que criaram em sua posse.

»» Em vídeo, Shawn Michaels avisou Broken Sherri e Marty Jannetty de um pormenor que estes não terão considerado no seu plano: “The resident hot-headed couple are forgetting something. ‘The Heartbreak Kid’, Shawn Michaels, is the current WWF Intercontinental Champion. And that means I want to defend my gold at Wrestlemania, so I can prove once again to the world that I am the best Intercontinental Champion of all-time. So, Sherri, if you want your low-cost boy-toy to face me at ‘Mania, he better earn that chance… again. So he can fail… again.

2. Os ex-desafiantes pelos títulos de equipas tiveram mãos a medir com a dupla bizarra de Damien Demento e Papa Shango. Ambos mais sérios, apenas usaram os seus maneirismos uma vez durante o combate old-school. No final, os Nasty Boys recuperaram do deslize de domingo ao vencer com o seu finisher.

»» Depois da contenda, os Nasty Boys exprimiram o seu apoio a Hulk Hogan para o embate com Yokozuna na Wrestlemania. Porém, quando estes iam para sair do ringue, Damien Demento e Papa Shango taparam-lhes a saída. Pelas costas, os Headshrinkers e até mesmo Afa molharam a sopa, atacando os punks da WWF.

»» Um curto anúncio passou. Nele, Razor Ramon encontrava-se junto a uma placa que indicava que este está em Phoenix, no estado de Arizona. “The reason, chicos… you gonna find out, next Monday night.”

3. No main event, Jeff Jarrett derrotou Repo Man no combate mais longo da emissão. O recém-estreado mostrou-se a bom nível e conseguiu a vitória após Repo Man tentar fugir com a sua guitarra. O Grand Ole Dropry foi a sua arma letal de novo. Contudo, o ponto de maior destaque foi a constante provocação de Jerry Lawler nos comentários.

»» E depois do combate: “Sorry, but this calls for a impromptu King’s Court”. E assim foi, Jerry Lawler entrou no ringue e confrontou Jeff Jarrett, questionando a sua arrogância em autoproclamar-se o “Prince of Nashville and the whole Mid-South”.
Para além disso, Jerry Lawler rematou: “well, you may call yourself the ‘Prince of Mid-South’ but you’re standing in front of the King, kid!”. Sem espinhas, Jeff Jarrett não se intimidou e respondeu: “you know who’s the real King of Mid-South? He’s called Jerry, that’s a fact. Jerry… Jarrett. My dad. And if it wasn’t for him, you wouldn’t have a career, let alone a crown to celebrate it, Lawler.”
Jerry Lawler respondeu com uma chapada no jovem lutador. Contudo, este puxou da guitarra e lembrou Lawler que se quisesse, podia atingi-lo com a mesma. Jarrett saiu do ringue, fechando a ação do Superstars.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Notícias da World Wrestling Federation - Sábado, 27 de Fevereiro de 1993

Big Bossman deverá regressar com uma nova identidade
No In Your House 1 vimos Big Bossman a entregar o seu distintivo a Hulk Hogan, deixando o “Real American” e todos os fãs da WWF confusos em relação ao significado desse gesto.
Correm, no entanto, rumores que podem responder a isso. Isto porque se fala que Big Bossman poderá regressar, depois da Wrestlemania, alienado da profissão de sheriff/guarda.
Segundo consta, Bossman poderá pôr fim à sua carreira no ramo da segurança oficial nacional por ter sido incapaz de derrotar Yokozuna pelo orgulho dos Estados Unidos da América. Diz-se que Big Bossman pode iniciar uma carreira como segurança pessoal ou que poderá aparecer como um ex-polícia. Ainda assim, é possível que durante esse regresso, Bossman não esteja num estado mental são, fruto também da sua derrota.

The Undertaker terá convertido Terry Funk ao seu lado negro
Durante o combate de Terry Funk com Randy Savage no In Your House, as luzes apagaram, a música fúnebre de Undertaker tocou e, de repente, Funk sumiu.
Ficou implícito que Terry tinha sido, misteriosamente, raptado por Undertaker e Paul Bearer. Essa teoria ficou confirmada no Monday Night RAW numa promo em que Bearer anunciou que Terry Funk estaria na emissão da próxima semana.
As questões na mente dos fãs são muitas, e os cenários imaginados pelos mesmos também. Contudo, o cenário mais provável é a alegada conversão de Terry Funk ao lado negro de Undertaker e Paul Bearer e fala-se que Funk poderá regressar também como um “Deadman” ele próprio, possivelmente, como aliado de Undertaker.

:::::

WWF Wrestlemania IX - 4 de Abril de 1993 - Cartaz
1. Battle for the American Pride: Hulk Hogan vs. Yokozuna
2. WWF World Championship: Bret Hart (c) vs. Randy Savage.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5956
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Comum machista (em: Capazes)
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Superstars (20/03/93)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum