FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de oito anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

As Perguntas Pertinentes do Profeta #1 - Porquê?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As Perguntas Pertinentes do Profeta #1 - Porquê?

Mensagem por Prophet em Qui Abr 09 2015, 21:01

Olá a todos os utilizadores do FPW. Neste momento, devem estar a perguntar-se, porque raio abriu o Prophet um tópico fora da zona de bookings? Será que estou a ver bem? Pois bem, desde a alguns anos que tenho contribuido para a CWO com e-feds com algum conhecimento sobre a indústria, com bookings, etc, etc. Mas se existe algo que eu raramente fiz, foi tentar exprimir a minha opinião sobre o wrestling no geral. Talvez até pudesse ter ido para algum blog, talvez até fosse conhecido pelos fãs casuais que se mantêm afastados dos fóruns ou então sei lá. Who Cares? Então decidi abrir um espaço para publicar alguns artigos e colocar algumas questões ao pessoal assim como saber o que pensam sobre certo assunto. Para estrear este espaço, vou falar sobre o básico.

As Perguntas Pertinentes do Profeta #1
Porquê?

Num belo dia de escola - que agora não preciso a data - no 7º ou 8º ano, no primeiro intervalo, ouço os meus amigos a falar sobre o programa da RAW na SIC Radical. Estavam todos excitados com o que tinham visto e todos eles tinham um lutador favorito. Eu já sabia do fenomeno do wrestling desde 97\98. Isto porque o meu pai tinha o costume - para escapar à novela da minha mãe - de ver a WCW na DSF nessa altura. Lembro-me que naquela altura o meu lutador favorito era o Sting. Apesar de não perceber nada do que eles diziam e não havia legendas, eu adorava o homem. Havia outros nomes como Goldberg, Bret Hart, Jeff Jarret... Mas eu gostava era do Sting. Talvez pela sua pintura na cara. Então assim que ouvi os meus colegas de turma a falarem sobre o que se tinha passado na anterior RAW, que eu já conhecia, juntei-me à conversa e procurei falar sobre os lutadores que não os actuais da WWE... Muitos deles tinham uma opinião básica e de marks tal como eu tinha. Mas eu já sabia que aquilo era a fingir, já conhecia mais um pouco da história e como é óbvio os meus colegas tomaram-me por "espertinho".

Depois saiu o jogo Smackdown vs. RAW e foi aí que todos começaram a fazer as manobras que tanto viam na televisão... Não vou mentir, eu adorava aquilo, tanto que andava sempre a imitar o Edge e a aplicar Spear's - muito stiff - no pessoal. Até que um dia, um rapaz, teve de ser levado de ambulância para o hospital. Não sei o que aconteceu, eu não estava presente, nem sequer o conhecia... Mas segundo o que ouvi, ficou inconsciente depois de uma Batista Bomb, efectuado pelo burro do sitio que já devia ter idade para ir para a Universidade ou pelo menos tinha corpo para isso. Como é claro, todos os meus amigos começaram a achar aquilo perigoso e na escola algo do genéro acho que já dava direito a uma visita ao conselho executivo e quem sabe suspensão. Foi aí que abri a minha primeira e-fed. Já que não podemos lutar a sério, lutamos a brincar... Informei os meus amigos através do MSN e naquela altura existia a VWW e as feds de reais com os quais havia sempre discussão comigo. Tinha um amigo "virtual" que era programador e tinha um fórum em phpbb, falei com ele e ele deixou-me criar um espaço para nós. Passado 1 mês sensivelmente, falei com o Hugo da NGW e levei para lá o e-wrestling. Naquela altura havia tantos utilizadores, tantos fóruns, tantas e-feds... Era um mundo à distância de um clique!

Mas aquilo de lutar a brincar e "virtualmente" não me satisfazia. Pelo que fiquei sempre com interesse em praticar wrestling. Depois de alguma pesquisa descobri a APW e coincidência do destino... Ou talvez sorte, tinham uma academia em Portimão, local onde eu residia. Foi lá que aprendi ainda mais sobre a indústria e começei a ter realmente ideia do que era o Wrestling. Podia agora contar a minha história na APW, mas sinceramente, foi marcante para mim porém deveras aborrecido para vocês. Mas só o cheiro do ringue... Tenho saudades a sério. Foram os melhores 8 meses da minha vida. Aprendi muito e cresci muito, não só no mundo do wrestling como pessoalmente. Conheci pessoas espectaculares que ainda hoje são boas amizades e que me recebem sempre com um sorriso. Era mais do que "brincar" ao wrestling, era uma família.

Agora a minha questão pertinente, é o porque? Porque é que há este amor inexplicável ao ringue? Porque é que há esta paixão pelo wrestling? Creio que não existe explicação possível.

Depois de ter praticado wrestling o meu interesse em acompanhar a WWE diminiu. Não porque não gosto ou porque digo que "o indy wrestling é que é" como dizia a uns anos atrás. Para que fique bem claro. A WWE é a melhor e a maior companhia da indústria. É um exemplo para todos os wrestlers espalhados pelo globo, para todos os espectadores, para todos os fãs casuais. Podem dizer-me, ah, mas eles fazem aquilo para as crianças, seja o que seja... É um facto. E como todos sabem, contra factos, não há argumentos. Sempre assisti discussões e fiz parte de discussões em que se criticava a WWE. Existem "n" de smarks na CWO que criticam a WWE, existem outros que apenas criticam por serem amigos de alguém que critica. Mas a verdade da indústria do wrestling assim como qualquer indústria que esteja depedente da popularidade. "Não interessa se falam bem ou mal... Desde que falem. Não existe má publicidade."

Porque é que o meu interesse em assistir a WWE diminiu? Porque depois de ter aparecido aquele nome de Hulk Hogan e Mr. T na Wrestlemania. Que a WWE se tornou um produto altamente comercial. Como alguns devem saber, naquela altura Hulk Hogan era um nome conhecido não pelo seu trabalho na indústria do wrestling, muito menos Mr. T. E foi aí que começou a ideia de McMahon em vender. Quer eu goste, quer eu não goste, hoje em dia, o homem tem os bolsos cheios e transformou a WWF numa empresa reconhecida a nivel internacional aniquilando assim toda a competição territorial. Nesses dias, havia várias empresas espalhadas por todo, os Estados Unidos, cada empresa representava uma éspecie de condado com o seu conde em controlo. Era tudo fragmentado por territórios e todos se respeitavam. Mas Vince McMahon não quis pertencer a isso. McMahon queria ter uma empresa a nível nacional e isso tornou-se possível quando contratou Hulk Hogan que pertencia a AWA e que era conhecido nacionalmente pela sua aparição no filme Rocky 3. Hogan não era um grande wrestler, nunca foi. Mas McMahon fez Hogan vender ainda mais. Todos esses pequenos condados foram obrigados a entrar em "guerra" com a WWF, depois de McMahon ter assegurado contractos televisivos que transmitiam os seus programas em todo os Estados Unidos. Mas para ser reconhecido a nível nacional, ele tinha de entrar em Tour pelo país inteiro. Na altura, ele não tinha lucro suficiente para fazer isso acontecer e foi aí que apareceu o fenomeno Wrestlemania. A Wrestlemania ia ser transmitida num circuito fechado de televisão, ou seja, em PPV. Nesses PPV's era onde Hogan aparecia. Ou seja, quem queria ver o campeão, tinha de pagar ainda mais. Foi aí que nasceu o conceito de entertenimento. Eu pessoalmente gosto disso, acho que é óptimo para a indústria do wrestling. Mas ao mesmo tempo... Não é o wrestling na sua forma pura. E sinceramente dái advém a diminuição no meu interesse na WWE.

Para os fãs casuais, é óptimo ver a WWE. As histórias criadas, todo aquele espectáculo. Mas sinceramente isso molda toda a minha visão sobre a WWE. Voltando ao ponto fulcral, a diminuição do meu interesse. Visto que eu pratiquei wrestling, para mim num combate se há coisa que gosto de ver, é como aquela manobra é aplicada, como é que a outra manobra é aplicada e a história que se conta em cima do ringue, a personagem que se tem de criar durante um combate. Agora digam-me... Como é que eu posso considerar um combate de 5\6 minutos na WWE um combate de wrestling? Tem a sua história claro, mas é altamente resumida. Vou dar o exemplo do John Cena... Ele é excelente, pode não ser o melhor seller, pode não ser o melhor isto ou aquilo, mas é excelente. Na medida que tem carisma, tem star quality. Porém ele chega ao ringue num show televisivo, sofre umas quantas manobras, faz umas quantas manobras básicas, faz a sua sequência final e ganha o combate. E todos ficam doidos. Agora se for ver um Mike Quackenbush por exemplo. Ele não tem todo aquele carisma, não tem todo aquele star quality, mas faz coisas extraodinárias, manobras nunca antes vistas e sinceramente nunca se sabe o que se pode esperar que ele vá fazer a seguir, daí gostar muito mais de ver um combate de uma federação indepedente que ver um combate da WWE. Acho que a WWE e os trabalhadores da mesma são excelentes em cima do ringue. São dos melhores lutadores da indústria, porém a própria federação não os deixa evidenciar, na medida do pro-wrestling. E acho que isso prejudica toda a indústria. Porque ir ver um espectáculo de wrestling é tal como ir ao teatro. Imaginemos o palco do teatro como o ringue. Numa federação indepedente é nesse mesmo ringue que tudo acontece, que os lutadores ganham notoriedade pelo seu desempenho, é nesse mesmo ringue que constróiem a sua personagem, e temos de ter algo muito importante em conta. Um lutador independente tem de chegar ao ringue muitas vezes como um desconhecido para os fãs e tem aquele tempo para demonstrar a sua personagem, para fazer a sua própria personagem vender e chegar a mente dos espectadores enquanto que na WWE são vistos todas as semanas e sinceramente já são tão genéricos que já só parece ser o vilão e o bom da fita. Daí adorar a CHIKARA, olhamos para um lutador e não parece ser apenas mais um genérico ou mais uma cópia de uma gimmick usada antigamente, tem a sua própria personalidade e é fácil identificar quem é ele, já na WWE para quem não acompanha, liga a televisão e olha para quem quer que seja e não consegue identificar logo qual a diferença entre um e outro, a não ser a cor do cabelo, a barba ou a cor dos calções. Na WWE, é um espectáculo que também acontece no ringue, porém as personagens são muito mais construídas com um microfone, pelos comentadores e os lutadores - especialmente hoje em dia - são bastante genéricos, e os combates parecem repetições de repetições de repetições, já para não falar da duração dos combates. E tu? Que opinião tens?

Acho que é tudo por agora. Espero que tenham gostado desta minha primeira rubrica e espero que me tenha feito entender. Fico ansiosamente à espera das vossas respostas.
avatar
Prophet
ROH Superstar

Masculino Número de Mensagens : 1007
Idade : 25
Localização : Hannover, Alemanha
Emprego/lazer : Cliente Assíduo em St. Pauli
Data de inscrição : 23/12/2008

http://fpwrestling.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum