FPW: Fórum de Pro Wrestling



O FPW, Fórum de Pro Wrestling, é uma comunidade com mais de sete anos constituída por centenas de users cujo o assunto que os liga é o wrestling! Temos os últimos shows, PPV's, passatempos, debates, votações, e ainda uma vasta zona multimédia. Para teres acesso a tudo isto, só necessitas de te registar! Junta-te a nós.

WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Página 4 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Moore em Dom Jul 09 2017, 23:06

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF Royal Rumble - 24 de Janeiro de 1993
Parte 1 de 3


:::::

Resultados Rápidos:
1. WWF World Tag Team Championship: Steiner Brothers def. Money Inc. ©;
2. High Risk and High Reward: Mr. Perfect def. Ric Flair

:::::

»» Feitas as introduções de Bobby Heenan, Randy Savage (em wrestling gear) e Vince McMahon, o Royal Rumble iniciou-se com um vídeo estrelando… Razor Ramon.
O “The Bad Guy”, com o título da WWF ao ombro, anda por ruas de Havana, capital cubana, com crianças atrás de si, efusivas por verem um lutador da WWF e cubano, como eles, com o título na sua rua. Razor tirou uma caneta do bolso e até assinou algumas t-shirts das crianças que reagiram com alegria.
Outra criança, contudo, essa depois de ter o autógrafo de Razor Ramon na sua t-shirt de Che Guevara meia-rota, pediu cordialmente a Razor se o lutador lhe podia comprar algo para comer, porque em casa a sua mãe pouco tinha. Razor respondeu primeiro com uma pergunta: “chico, quién es tu luchador predileto? Yo o Bret Hart?” A criança respondeu: “Bret”. Razor sorriu, não muito agradado, e tirou do bolso umas notas. As crianças reagiram com surpresa, pensando que iam receber notas, mas Razor apenas ofereceu ao miúdo uns trocos antes de lhe dar “algo melhor”, o título do seu ídolo (Bret Hart) para os miúdos irem brincar um bocado.
Isso deixou Razor sozinho com tempo para falar para a câmara. Aí Razor deixou claro que era um homem do povo, um verdadeiro campeão, que provoca alegrias às crianças e não se importa de partilhar com elas o que tem…
…”unlike Bret Hart and his whole family, my pueblo.” Isto porque, segundo Razor Ramon, a família Hart anda há duas gerações a vangloriar-se do seu sucesso no mundo do wrestling, esquecendo-se de quem lhes deu a oportunidade de viverem do wrestling: os fãs. Neste caso, o público. Mas em parte, contudo, Razor critica também o público, já que são estes que dão aos Harts o errado direito de se vangloriarem pelos seus objetivos e o seu legado.
“So, at Royal Rumble, chico… there’s gonna be a family fight… Hart family’s egoagainst my family: the people’s family.”

WWF World Tag Team Championship
1. Money Inc. © vs. Steiner Brothers

O opener do Royal Rumble opôs DiBiase e I.R.S., campeões de equipas, aos irmãos Rick e Scott, vencedores do contendership match no segundo RAW. Como seria de esperar, viu-se os campeões muito críticos, aproveitando qualquer fase de domínio que tiveram para se queixar da situação em que Jack Tunney os pôs.
Já os Steiner Brothers, esses levantavam os ânimos dos fãs a cada vez que calavam essas queixas, normalmente com double teams, onde são talvez a melhor equipa da WWF.
Algo que se viu também foi os Money Inc. a aproveitar para interferir, com o homem ilegal a fazer-se sentir. Primeiro I.R.S. aplicou o Write-Off (Leaping Clothesline) em Scott, sendo que Rick interrompeu a contagem; depois DiBiase surpreendeu Rick com o Million Dollar Dream, forçando Rick a quebrar a manobra.
A vitória, essa, surgiu depois de os Steiner calarem os Money Inc. numa das suas queixas, com Scott a recuperar o domínio para si e para o seu irmão. DiBiase, ilegal, voltou a entrar no ringue, mas Scott estava atento e com um Frankensteiner pô-lo fora do ringue. Depois pegou em I.R.S. e fez a tag com o seu irmão mais velho, que subiu ao canto. Steiner Device! 1…2…3! O reinado dos Money Inc. chegou ao fim.
- Resultado: Steiner Bros. def. Money Inc. via pinfall (8:25) – novos campeões

High Risk and High Reward Match
2. Mr. Perfect vs. Ric Flair

Uma vez mais, Bobby Heenan fez papel de manager desde a mesa dos comentários e foi constantemente provocando o seu ex-cliente, Mr. Perfect, e valorizando Ric Flair.
Os dois experientes lutadores sabiam o que estava em jogo, então o início do combate foi calmo, metódico e sem grandes riscos a serem tomados pelos dois. Ou seja, com mais foco no traditional e submission wrestling.
Contudo, tudo foi pelo cano quando Ric Flair escapou para o ringside para quebrar uma manobra de submissão. Isto porque Bobby Heenan provocou Mr. Perfect que tinha ido atrás do “Nature Boy”. Hennig não gostou e confrontou-o. Flair aproveitou para lhe aplicar uma Chop Block e levar de novo o combate para o ringue, onde este aqueceu.
Aí, mais rapidez, mais big moves, menos locks, sendo que Flair focou a grande parte da sua ofensiva nas pernas de Mr. Perfect, como set-up para o Figure-Four Leg Lock. Em contra-partida, Hennig sabia a sua vantagem em flash pins e trabalho lombar e fez disso o seu gameplan.
Num momento em que Mr. Perfect conseguiu recuperar o domínio, contudo, após um Belly to Back Suplex e um Dropkick, Flair escapou de novo para o ringside, fazendo o seu flop característico. Perfect foi atrás, para o levar para o ringue, mas Flair empurrou-o de cara contra o poste, para risada de Bobby Heenan. Como se uma vez não fosse suficiente, este fê-lo novamente enquanto o árbitro contava.
À chegada ao nove, Perfect não mostrava sinal de se voltar ao ringue a tempo, mas tentava. E eis que surge Jack Tunney. Junto à entrada, este ordenou ao árbitro que parasse a contagem, já que um combate como este, com muito em jogo, merece um final conclusivo.
Flair dirigiu-se perto de Tunney para questioná-lo (Heenan fazia o mesmo desde a mesa de comentários) e, quando voltou ao ringue, Perfect já lá estava, ainda de gatas. Flair voltou a confrontar o presidente da WWF e foi vítima de um Roll-Up que por pouco não o fez perder o combate.
Ainda assim, Flair sabia que pouco faltava para vencer e depois de Leg Stomps, prendeu o Figure-Four. Perfect tentou e… a custo virou a pressão para o seu lado. Flair chegou, contudo, às cordas com alguma facilidade e levantou-se primeiro que Mr. Perfect. Este, vendo que Perfect já tinha sofrido com as cabeçadas no poste, tentou um Piledriver. Contudo, o seu rival contra-atacou com um Back Body Drop e determinado baixou a sua singlet azul clara.
Logo a seguir, Perfect aproveitou a embalagem para um Atomic Drop e um Spear em Flair. Seguiu-se apenas um Perfect-Plex... e mais outro. 1…2…3. O percurso do “Nature Boy” na WWF estava terminado, apesar da tentativa de Bobby Heenan em convencer o árbitro que o ombro de Flair estava levantado. Perfect celebrou na cara do “The Brain”, que voltou a prometer a estreia de um atleta mais perfeito do que Curt Hennig.
- Resultado: Perfect def. Flair via pinfall (14:22)

»» Nos bastidores viu-se Ted DiBiase, desesperado, sem I.R.S., depois de ter perdido o título de equipas. Nisto, Ted DiBiase encontra Bob Backlund e logo lhe pergunta: “Are you in the rumble?” Backlund responde afirmativamente e logo o “Million Dollar Man” aproveita a oportunidade para o tentar subornar, oferecendo-lhe 10.000$ pelo seu spot no Royal Rumble match (Ted já tinha feito isto em 1990). Backlund contrapôs, mostrando a DiBiase o #30, pedindo uma oferta mais alta. DiBiase ofereceu o dobro, mas Backlund recusou: “I’m an honest man, Ted. You don’t know what that is. But I won’t sell myself or my number.”
DiBiase virou costas, dizendo mal de Bob Backlund e logo de seguida bateu à porta de um balneário. Repo Man espreitou e abriu a porta. DiBiase ofereceu-lhe os mesmos 10.000$ pelo seu número no Royal Rumble. E Repo Man, sem pensar muito, aceitou. DiBiase olhou para a bola que Repo Man lhe passou, comprovando que iria entrar no #19.
Sem mais assunto, os dois apertaram a mão um ao outro e Repo Man disse: “see you in the Rumble match”. DiBiase pareceu confuso.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

:::::

WWF Royal Rumble - 24 de Janeiro de 1993 - Cartaz
1. High Risk and High Reward Match: Mr. Perfect def. Ric Flair;
2. WWF World Tag Team Championship: Steiner Brothers def. Money Inc.;
-----
3. WWF Intercontinental Championship: Shawn Michaels (c) vs. Marty Jannetty;
4. WWF World Championship: Bret Hart (c) vs. Razor Ramon;
5. 30-Man Royal Rumble Match for a title shot at Wrestlemania.

P.S.: ideia base do angle inicial por parte de [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5863
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Mitra em tempos livres
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Mithrandir em Dom Jul 09 2017, 23:41

Savage em wrestling gear sugere que ele estará na Rumble. Isso é fixe.

Opener nada demais, mas bom a dar seguimento à situação bookada anteriormente. Esperava já vitória dos Steiner Brothers, boa escolha.

Fizeste um Flair vs. Perfect bem diferente daquele que aconteceu no Raw, onde basicamente a story era Flair ser manhoso e saber como iludir o arbitro a toda a hora para ganhar vantagem.
Curti da progressão natural do combate, com Flair e Perfect inicialmente mais cuidadosos, mas depois a ficarem mais picados e a cometerem mais erros e Flair a preparar o Figure 4 e todas as cabeçadas nas costas. Gostei que não te esquecesses do flop do Ric Flair.

Perfect ganha limpo, mas aposto que Bobby Heenan se vai queixar - porque regras foram alteradas a meio - portanto não me admiro que mesmos sem Flair, o Genius tentará vingar-se.

Primeiro grande match.

Angle seguinte foi muito, muito bom - já deu para levantar várias questões para aquilo que poderá acontecer na Rumble
avatar
Mithrandir
Japanese Legend

Masculino Número de Mensagens : 16944
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Vyktor_HHH em Seg Jul 10 2017, 05:31

Arranque interessante da PPV. Também já esperava a troca dos títulos de Tag Team. O Ted pode ter futuro a solo. Gostei do combate do Flair, mas fico a pensar se realmente ele sairá em definitivo...

O anule final foi super interessante e levanta dúvidas para o ME. Bom para criar suspense.

Vyktor_HHH
WP Superstar

Masculino Número de Mensagens : 363
Idade : 24
Localização : Vale de Cambra
Emprego/lazer : Talhante
Data de inscrição : 05/04/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por andre_sabrosa em Seg Jul 10 2017, 14:57

Muito bom início de PPV, já esperava a vitória dos Steiner e que DiBiase ficasse agora a solo (se realmente for assim) mas também fiquei confuso com o que se passará na Rumble Match com ele e Repo Man, visto que Repo vendeu o número mas parece que estará lá na mesma, também me pareceu que o Savage vai entrar. Adorei o combate do Perfect com o Flair, Perfect com uma title shot é fixe mas também não sei até que ponto será mesmo o fim de Flair na empresa.
Ah, aquela promo do Razor também foi algo muito bom, vamos ver como se desenvolverá na title match dele. Siga para a próxima parte!
avatar
andre_sabrosa
WSW World Champion

Masculino Número de Mensagens : 899
Idade : 24
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 03/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Moore em Seg Jul 10 2017, 19:01

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
WWF Royal Rumble - 24 de Janeiro de 1993
Parte 2 de 3


:::::

Resultados Rápidos:
1. WWF World Tag Team Championship: Steiner Brothers def. Money Inc. ©;
2. High Risk and High Reward: Mr. Perfect def. Ric Flair;
3. WWF Intercontinental Championship: Shawn Michaels (c) def. Marty Jannetty;
4. WWF World Championship: Bret Hart (c) def. Razor Ramon

:::::

WWF Intercontinental Championship
3. Shawn Michaels © vs. Marty Jannetty – Sensational Sherri em canto neutro

O terceiro combate da noite opôs dois ex-parceiros, com uma mulher desrespeitada à mistura. Esperavam-se portanto emoções fortes e foi isso mesmo que tivémos, ainda que o combate não tenha durado tanto tempo assim.
Jannetty foi o que mais “bitterness” mostrou, porém, os dois lutadores mostravam uma enorme vontade de se destruir, levando para casa o título Intercontinental e o sentimento de que o seu ex-amigo fora pisado de novo. Tudo isto aconteceu enquanto Sherri assistia, mostrando-se efetivamente neutra de início, mas não conseguindo, adiante, esconder que torcia por Shawn Michaels que, para todos os efeitos, era o seu homem.
O público estava maioritariamente do lado de Jannetty (algum do público feminino apoiava o “HBK”) e isso mostrava-se facilmente a cada comeback do mesmo, tendo despontado uma enorme reação quando após um Fist Drop tentou o Rocker Dropper. Shawn contra-atacou e restabeleceu o domínio no seu lado. Porém, a preferência por Marty Jannetty também se demonstrava nos momentos em que Michaels era arrogante ou parecia perto de garantir a vitória – também Jannetty contra-atacou o Teardrop Suplex, finisher de Michaels.
O final do combate, contudo, foi inesperado. Jannetty puxou o combate para o seu lado e, com Sherri apreensiva, subiu ao canto para um Diving Crossbody. Contudo, quando saltou, o campeão Intercontinental puxou o árbitro para o seu lugar, levando a que Marty atingisse apenas o oficial do combate. Logo depois, Michaels surpreendeu com um Superkick em Jannetty que, possivelmente, lhe daria a vitória se o árbitro estivesse apto.
Aí, Shawn teve a ideia de ir ao ringside buscar o espelho que Jannetty trouxe para o ringue, possivelmente para o usar para atingir o seu ex-parceiro. Aí Sensational Sherri subiu ao ringue e, comedida, tentou fazer Michaels desistir da ideia de usar o espelho e ganhar limpo, tirando-o da sua mão. O “Heartbreak Kid” jogou o seu trunfo, dando uma festa no rosto de Sherri e prometendo que apenas queria ganhar o título e fazer com que tudo fique bem entre si e Sherri. Esta cedeu e Shawn recebeu de novo o espelho. Em seguida surpreendeu Sherri com um Superkick.
Isso deixou Shawn Michaels com caminho livre para, assim que Jannetty se levantou, atingi-lo com o espelho e limpar os vidros para, logo depois aplicar um Sweet Chin Music e esperar pela contagem do árbitro. Michaels continua com o título!
Assim que o pin foi contado, uma mulher loira saiu da primeira fila e subiu ao ringue para espanto geral. Essa mulher depois colocou o cinto em Shawn Michaels. Os dois saíram de cena juntos.
- Resultado: Michaels def. Jannetty via pinfall (11:02)

»» Tudo a postos para o combate entre Bret Hart e Razor Ramon. Bret foi o primeiro a entrar, com cara de poucos amigos e sem o seu título. Logo depois, a música de Razor Ramon tocou. Contudo, nada do “The Bad Guy”. Até que este surgiu, vindo das costas de Bret, apanhando-o com uma Lariat na nuca.
Em seguida, Ramon atirou-lhe com o palito e tirou o título da WWF da sua cintura, deixando-o cair sobre Bret Hart enquanto esperava que este se levantasse.

WWF World Championship
4. Bret Hart © vs. Razor Ramon

Com Bret desconcentrado, coisa rara, o campeão partiu logo com tudo para cima de Razor que o conseguiu controlar no início do combate, desgastando-o com ofensiva mais lenta apontada aos músculos do tronco, como Backbreakers e Shoulder Blocks.
Desde cedo o público começou a puxar, portanto, por comebacks de Bret Hart. Esse incentivo foi respondido pelo challenger, que gritou: “You’re looking at YOUR champ! He doesn’t care for you, amigos!” Aí a ira de Bret foi despertada, ao sentir os seus valores questionados, e o mesmo conseguiu fazer um comeback com sucesso e tirar um momento para se concentrar. Desde então, também Bret, mais metódico, se focou na zona lombar e nas pernas de Razor Ramon.
A vantagem de Bret Hart nesse tipo de wrestling levou a que, passado algum tempo de desgaste com submissões, Backbreakers e Suplexes, fosse Razor Ramon a perder um pouco a cabeça e a recolher ao ringside para tirar um tempo. Bret foi atrás, querendo castigá-lo e acabou surpreendido por um Big Boot vindo do nada. Logo de seguida, Razor atirou o campeão da WWF contra a barreira de ferro que separava o ringue do público. Como se uma vez não bastasse, Razor fê-lo de novo por segurança e levou Bret Hart para o ringue, provocando depois o canadiano, bem como os fãs.
Logo depois o desafiante preparou o Razor’s Edge que teria potencial de fechar com o combate, mas Bret escapou dos braços de Razor, mantendo-se sentado em cima da corda. Não houve problema, pensou o cubano, que aproveitou para um Belly to Back Superplex que, quase por milagre, só deu dois. Ainda assim, era visível que Bret era o que se encontrava mais desgastado dos dois.
Ramon foi controlando Bret por mais algum tempo, à medida que o apoio do público aumentava para o canadiano. Tudo isso culminou num Abdominal Stretch de Razor que foi contra-atacado após Hart sentir uma enchente dos seus fiéis fãs. Depois do Hip Toss vieram dois Dropkicks e Hart tinha novamente o controlo do combate. Contudo, não por muito tempo. Razor Ramon sentiu o desgaste do “Hitman” e acabou por reassumir o volante com dois Lariats. Estes serviram apenas de preparação para o Razor’s Edge, mas uma vez mais, Bret contra-atacou, com um Sunset Flip. Numa manobra de desespero, Bret prende o Sharpshooter e os fãs, pela primeira vez no combate, antecipavam a sua vitória. Não deu em nada. Razor Ramon teve a força necessária para chegar às cordas.
Bret Hart já não sabia que fazer e, mal Razor se levantou, noutro toque de desespero tentou um Running Crossbody, apenas para ser apanhado para um Fallaway Slam que o deixou estendido no apron. Uma vez mais, Razor preparou o Razor’s Edge e muita gente achava que seria o fim. Acabou por não ser. Bret, inesperadamente, contra-atacou a manobra pela terceira vez e novamente com o Sunset Flip. Este limitou-se a pôr-se de pé e aplicar a pressão necessária para um Flash Pin. 1…2… mas não! Contudo, Bret Hart logo de seguida, e por surpresa, levantou Razor para um Spike Piledriver: 1…2…3! Agora sim. E com muita dificuldade, a verdade é que Bret escapou ileso ao desafio de Razor Ramon.
- Resultado: Bret def. Razor via pinfall (14:37)

»» Depois do combate, Bret Hart, desgastado, tirou um pouco de tempo sentado e encostado no canto. Enquanto isto, Mr. Perfect veio junto à entrada aplaudir Bret pela sua prestação no combate anterior.
Bret agradeceu e, em seguida, pediu um microfone. As suas palavras foram curtas, desejando apenas boa sorte a todos os participantes no Royal Rumble Match, já em seguida, mas lembrando que antes da Wrestlemania, é mesmo Mr. Perfect quem vai ter uma title shot pelo seu campeonato da WWF. A um mês desse momento, Bret deseja-lhe também boa sorte.

:::::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

:::::

WWF Royal Rumble - 24 de Janeiro de 1993 - Cartaz
1. High Risk and High Reward Match: Mr. Perfect def. Ric Flair;
2. WWF World Tag Team Championship: Steiner Brothers def. Money Inc.;
3. WWF Intercontinental Championship: Shawn Michaels (c) def. Marty Jannetty;
4. WWF World Championship: Bret Hart (c) def. Razor Ramon;
...
5. 30-Man Royal Rumble Match for a title shot at Wrestlemania.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5863
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Mitra em tempos livres
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Vyktor_HHH em Seg Jul 10 2017, 20:20

Ainda bem que o Shawn ganhou. Quanto ao resto temos de esperar para ver o vem daí mas era provável que acontecesse algo deste género.

Bret ganha mesmo depois do ataque que foi alvo. Excelente combate mesmo a abrir o apetite para a Rumble.

Hype para o tease do Doink quase eliminar o Yokozuna

Vyktor_HHH
WP Superstar

Masculino Número de Mensagens : 363
Idade : 24
Localização : Vale de Cambra
Emprego/lazer : Talhante
Data de inscrição : 05/04/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Vaginite em Seg Jul 10 2017, 20:25

Gosto do que leio, mas não fico propriamente surpreendido com a originalidade ou a criatividade. Parece-me tudo muito cliche e básico no que toca ao storytelling. Esperava algo mais arrojado.
avatar
Vaginite
APW Superstar

Masculino Número de Mensagens : 172
Idade : 23
Localização : Porto
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 11/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Moore em Seg Jul 10 2017, 20:47

Não planeio tornar a WWF em 1993 numa Attitude Era. O produto vai ser semelhante ao que era na altura. Also, isto ainda só tem 2 semanas in booking, é natural que esteja semelhante ao que aconteceu na realidade.

Obrigado pelo feedback.
avatar
Moore
TNA X Division Champion

Masculino Número de Mensagens : 5863
Idade : 19
Localização : Montemor/Setúbal
Emprego/lazer : Mitra em tempos livres
Data de inscrição : 16/11/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por andre_sabrosa em Seg Jul 10 2017, 20:51

Já estava á espera da vitória do HBK mas esperava que Sherri acabasse por o ajudar e não ser "traída" com aquele SCM, agora fiquei curioso por saber quem será essa loira, já pensei em Miss Elizabeth mas depois lembrei-me que ela é a do Savage, portanto, não faço ideia.
O combate pelo título foi muito bom mesmo, mas já esperava que Bret retivesse apesar de tudo e apesar do ataque inicial, também não creio que perca para Perfect, aliás, eu penso que ele só perderá na Wrestlemania para o que penso que irá ser o vencedor da Rumble Match, mas isso, só esperando e vendo o desfecho desse mesmo combate. Agora, venha de lá essa Rumble Match, mermão!
avatar
andre_sabrosa
WSW World Champion

Masculino Número de Mensagens : 899
Idade : 24
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 03/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Mithrandir em Seg Jul 10 2017, 21:19

O Grudge Match entre o Shawn Michaels e o Jannety foi cool. Vitória era previsível. Curti de ires buscar toda a situação do espelho e estou curioso para ver quem era a mulher que saiu com o HBK. Única coisa que não gostei foi Sherri estar do lado do Shawn Michaels depois daquilo que esta disse anteriormente.

Gostei bastente do combate pelo titulo. Tinha sugerido aquele angle inicial, para não fazer algo já demasiado batido. Ideia partia por comparar Razor Ramon à figura de Pablo Escobar, que apesar de ser o inimigo público do inicio dos anos 90 era também um homem do povo. Isto claro, mantendo uma faceta hipócrita da parte de Ramon e pressionar Bret psicologicamente, fazendo-o passar por um campeão de uma família demasiado egoísta e orgulhosa.
Curti muito do combate pelo titulo, superou talvez Flair vs. Perfect como o melhor combate do show. Deste seguimento aquilo que era a feud e fechaste com chave de ouro, vendendo o Bret como um mestre dentro do ringue.

Bret vs. Perfect será awesome, siga agora para a Rumble
avatar
Mithrandir
Japanese Legend

Masculino Número de Mensagens : 16944
Idade : 92
Localização : Mordor
Emprego/lazer : Hater
Data de inscrição : 27/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: WWF 1993 - The Affirmation of a Generation - Monday Night RAW (22/02/93) - Parte 2

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum